sicnot

Perfil

Desporto

Arda Turan prefere deixar seleção turca do que pedir desculpa a jornalista

Leonhard Foeger

O futebolista turco Arda Turan considerou esta quinta-feira que a agressão a um jornalista foi "um erro honrado" e que prefere deixar a seleção turca a pedir desculpas pelo seu comportamento.

"Foi um erro honrado, porque o que me fizeram foi desonesto. O que tinha a dizer, disse-o na cara. Se o fizessem comigo, seriam muito mais honestos", explicou o jogador em entrevista ao diário turco Hürriyet, publicada hoje.

Na terça-feira, Arda Turan foi expulso da concentração da equipa nacional turca, depois de o médio do FC Barcelona agredir um jornalista no avião que transportava a equipa.

De acordo com a imprensa turca, a agressão ocorreu no voo que transportava a seleção, antes da escala em Trieste na viagem para a deslocação à Eslovénia, onde a seleção vai jogar no domingo.

O Hürriyet relatou que Turan agrediu repetidamente o jornalista, acusando-o de escrever mentiras sobre ele e outros jogadores.

O jogador apontou textos do jornalista dando conta das suas alegadas exigências remuneratórias e de outros elementos da seleção.

Lusa

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27