sicnot

Perfil

Desporto

Arábia Saudita pede desculpa por desrespeitar minuto de silêncio pelas vítimas de Londres

Arábia Saudita pede desculpa por desrespeitar homenagem às vítimas do atentado de Londres

A Federação de Futebol saudita pediu, hoje, desculpa pelo facto de a sua seleção ter desrespeitado o minuto de silêncio pelas vítimas dos atentados de Londres, no arranque do jogo da fase de qualificação para o Mundial 2018 contra a Austrália.

Quando o locutor do estádio de Adelaide pediu, na noite de quinta-feira, um minuto de silêncio para homenagear as oito vítimas dos atentados de sábado - duas delas australianas -, os 11 jogadores australianos alinharam-se e abraçaram-se no círculo central, enquanto que os seus opositores desmobilizaram, separaram-se e alinharam em campo, ignorando o gesto.

Este comportamento desencadeou uma série de reações por parte de espetadores e responsáveis políticos na Austrália, levando o presidente da Federação de Futebol da Arábia Saudita, Adil Ezzat, que raramente se expressa, a apresentar um pedido de desculpa.

"A Federação saudita lamenta profundamente e pede desculpa, sem reservas, por qualquer ofensa causada", indica em comunicado. "Os jogadores não tiveram qualquer intenção de desrespeitar a memória das vítimas ou de ferir os seus familiares, amigos ou qualquer pessoa afetada pela atrocidade", indicou Adil Ezzat, no mesmo comunicado.

A Federação de Futebol da Arábia saudita "condena todo o tipo de atos de terrorismo e extremismo e endereça as suas mais sinceras condolências às famílias de todas as vítimas", acrescenta a mesma nota.

A Federação de Futebol da Austrália tinha afirmado, depois do jogo, que os sauditas tinham conhecimento do plano de cumprir um minuto de silêncio antes da partida de qualificação, recusando-se a participar, com responsáveis sauditas a argumentar que essa tradição "não se enquadra com a cultura" saudita.

A Austrália venceu a Arábia Saudita por 3-2, partilhando o primeiro lugar do grupo B com o Japão, porém ambas com mais um jogo disputado do que os nipónicos.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22