sicnot

Perfil

Desporto

UEFA anuncia cinco novos prémios para jogadores a competir nas provas de clubes

A UEFA anunciou esta terça-feira a atribuição de cinco novos prémios aos futebolistas que competiram em 2016/17 na Liga dos Campeões (melhor guarda-redes, defesa, médio e avançado) e na Liga Europa (melhor jogador).

A entrega dos prémios da principal competição de clubes europeia vai coincidir com o anúncio dos melhores jogadores do ano da UEFA, masculino e feminino, no Mónaco, a 24 de agosto.

O prémio referente para o melhor jogador da Liga Europa será entregue no dia seguinte, a 25 de agosto. Os melhores do ano vão ser escolhidos entre os futebolistas a atuar na Europa, tendo por base o desempenho em todas as competições, internas ou internacionais, de clubes ou de seleções.

Os eleitores vão ser os treinadores das equipas presentes na fase de grupos da Liga dos Campeões e Liga Europa, que não podem votar em jogadores das suas equipas, e 55 jornalistas do grupo da European Sports Media (ESM), em representação de cada uma das 55 federações nacionais que integram a UEFA.

A 04 de agosto vai ser anunciada a lista de candidatos aos prémios, enquanto os três nomeados para melhor do ano vão ser revelados a 15 de agosto, depois da conclusão do Europeu feminino de 2017.

O Prémio Presidente da UEFA 2017 será entregue no Mónaco a Francesco Totti, que recentemente concluiu a sua longa ligação à Roma, como reconhecimento pela extraordinária carreira do futebolista italiano.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.