sicnot

Perfil

Desporto

Chapecoense falha jogo com Benfica para a Eusébio Cup

Marcos Brindicci

A equipa brasileira do Chapecoense já não vai participar, como estava previsto, na Eusébio Cup, alegando que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) inviabilizou essa participação por incompatibilidade de datas, informou esta quarta-feira o Benfica.

A Chapecoense comunicou hoje a indisponibilidade ao Benfica para realizar essa partida amigável, argumentando que a CBF não a autorizava por existirem jogos oficiais do campeonato brasileiro e da Taça Sul-americana e a impossibilidade de transferência de datas.

De resto, o clube brasileiro emitiu um comunicado no qual dá conta do cancelamento da partida entre as duas equipas, prevista para 22 de julho, no âmbito da Eusébio Cup.

"Atendendo ao estabelecido na cláusula terceira, 3.2, letra 'h', do contrato firmado, a Chapecoense solicitou autorização à CBF, mas, conforme documento em anexo, esta alegou que devido à existência de jogos oficiais do campeonato brasileiro e da Copa sul-americana, não será possível a transferência de datas, razão pela qual indeferiu a autorização, o que impossibilita a realização da partida amistosa", lê-se no comunicado do clube brasileiro.

Lusa

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".