sicnot

Perfil

Desporto

Tenista russo atira moedas contra cadeira de árbitra portuguesa em Wimbledon

O tenista russo Daniil Medvedev, carrasco de Stan Wawrinka na primeira ronda, atirou esta quarta-feira moedas na direção da cadeira da árbitra portuguesa Mariana Alves, após ter sido eliminado em Wimbledon.

O 49.º classificado do ranking mundial ATP, que perdeu com o belga Ruben Bemelmans por 6-4, 6-2, 3-6, 2-6 e 6-3, liderava por 2-0 no último set, quando se irritou com Mariana Alves, pedindo, inclusivamente, a substituição da árbitra portuguesa.

Após ter sido derrotado, Medvedev dirigiu-se ao seu banco para procurar a carteira. Sem proferir qualquer palavra, retirou algumas moedas e lançou-as na direção da cadeira da juíza.

"Estou desiludido com este resultado. É frustrante, depois da minha grande vitória [com Wawrinka] . No calor do momento, reagi mal. Peço desculpa", disse a posteriori.

O moscovita, de 21 anos, esclareceu que com o seu gesto não estava a insinuar que Mariana Alves é corrupta ou parcial.

"Foi verdadeiramente estúpido. Foi estúpido, mas não tinha essa intenção", garantiu.

Com Lusa

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00