sicnot

Perfil

Desporto

Hamilton e Vettel consideram que incidente no Azerbaijão está "resolvido"

Lewis Hamilton

© Bernadett Szabo / Reuters

O piloto alemão Sebastian Vettel (Ferrari), líder do Mundial de Fórmula 1, e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) consideram esta quinta-feira que o incidente ocorrido durante a corrida do Grande Prémio do Azerbaijão está ultrapassado.

"O problema está resolvido", sintetizou Hamilton, em Spielberg, onde no domingo se vai disputar o Grande Prémio da Áustria, deixando, no entanto, uma advertência: "Não creio que a dinâmica entre Sebastian e eu vá mudar".

Há duas semanas, durante a entrada do "safety car" na pista, Hamilton, que liderava a corrida, travou bruscamente e Vettel foi incapaz de evitar o embate na traseira do Mercedes.

Visivelmente insatisfeito, o alemão acelerou, colocou-se ao lado do monolugar do britânico e projetou o Ferrari em direção ao monolugar do rival.

"Foi incorreto da minha parte, porque pensei que tinha travado propositadamente. Estava irritado e a minha reação foi exagerada. Na segunda-feira, pedi desculpa à FIA (Federação Internacional de Automobilismo), aos espetadores e a ele próprio", disse Vettel.

O alemão expôs as suas razões na sede do organismo regulador do desporto automóvel, em Paris, mas não recebeu mais do que os 10 segundos de penalização que cumpriu durante a corrida, ainda que Hamilton tenha perdido idêntico tempo ao ver-se obrigado a reparar o Mercedes.

Lusa

  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05