sicnot

Perfil

Desporto

Federação de canoagem fala em desempenho "muito positivo" nos Europeus

(arquivo)

Murad Sezer

A Federação Portuguesa de Canoagem fez este domingo um balanço "muito positivo" dos Europeus da Bulgária, destacando a medalha de ouro e as duas de prata e a integração dos K4 no projeto olímpico.

"É um balanço muito positivo. Em três dias de prova, todas as nossas embarcações foram às finais, exceto duas, tendo uma delas ido à B. Na paracanoagem também cumprimos. Tudo isso nos faz ficar muito satisfeitos", admitiu Ricardo Machado.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente e diretor técnico nacional entende que "a cereja em cima do bolo foram as medalhas, que vieram colorir a participação portuguesa no Europeu, decisivas para o sexto lugar entre 37 seleções".

Fernando Pimenta tornou-se bicampeão nos olímpicos K1 1000 e levou a prata em K1 5000, enquanto Joana Vasconcelos e Francisca Laia foram segundas em K2 200.

"Não esqueço a integração dos dois K4 no projeto olímpico, o que nos dá algumas garantias de trabalho para o futuro. Estamos apenas no início do ciclo olímpico. A nossa missão é trabalhar com qualidade para apurar o maior número de atletas e em Tóquio2020 aspirarmos aos melhores resultados, como sempre faz a canoagem portuguesa", completou.

O treinador de Pimenta, Hélio Lucas, destacou o "desempenho excecional" do seu pupilo, exaltando a forma como se "bateu até ao fim na desgastante prova dos 5000 metros, perdida por pormenores", traduzidos em 1,420 segundos, após 19.22,640 minutos de prova.

"Agora é fazer um bom trabalho até ao Mundial do fim de agosto na República Checa. O objetivo é igualar ou melhorar o bronze conquistado em 2015. Vamos tentar. Chegar às medalhas já seria bom", reconheceu.

O técnico nacional da paracanoagem, Ivo Quendera, disse que Floriano Jesus (nono em KL1) e Norberto Mourão (semifinalista em KL2) "cumpriram com as expectativas, num ano de transição, em que se está a valorizar acima de tudo o reforço do grupo de atletas".

"Este ano foi atípico e não viemos preparados da melhor forma. Era importante dar experiência internacional ao Floriano e continuamos a tentar que a classe do Norberto seja dividida em duas, para ser mais justo para ele perante adversários sem as mesmas limitações físicas", acrescentou.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.