sicnot

Perfil

Desporto

Rivalidade entre Real Madrid e FC Barcelona em filme

Albert Gea

A eterna rivalidade futebolística entre o Real Madrid e o FC Barcelona vai ser "mostrada" em filme, numa película intitulada "Hala Madrid, Visca Barça", que será dirigida pelo marroquino Abdelilá Jauahri.

Em declarações à agência noticiosa EFE, Jauahri explicou que o filme conta a história de um homem influente que "obriga" todo o povo da sua aldeia, em Marrocos, a jurar "fidelidade" ao clube madridista, até à chegada de um jovem emigrante espanhol, que começa a contestar a sua autoridade.

A rivalidade de ambos estende-se à política, já que o líder da aldeia se assume como um fervoroso monárquico e o jovem defende os ideais democráticos.

No entanto, na realidade, o chefe da aldeia acaba por se revelar um islamita convicto, que se serve do futebol para dominar o povo da aldeia através da religião, e dedicar-se a negócios "pouco claros".

Aparentemente, o filme mostra uma imagem bastante negativa do "madridismo", mas o diretor garante que no final todos os habitantes da aldeia desfilam com camisolas do Real Madrid e do FC Barcelona, cantando: "Hala Madrid, Visca Barça e Viva Marrocos".

Abdelilá Jauahri apresenta o filme como "uma comédia com mensagem", na qual se misturam futebol, política, religião e drogas.

A rodagem do filme, feita maioritariamente numa fortaleza abandonada perto de Marraquexe, já terminou, devendo o filme estrear num prazo de quatro a seis meses.

Muitos marroquinos vivem fervorosamente a rivalidade entre os dois principais clubes espanhóis de futebol, com adeptos de uma e de outra equipa a celebrarem nas ruas as vitórias "merengues" e "blaugranas".

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43