sicnot

Perfil

Desporto

Rússia cria novo laboratório antidoping sob alçada da Universidade de Moscovo

O Governo russo aprovou este sábado a criação de um novo laboratório antidoping, independente do ministério dos Desportos, numa medida que visa reabilitar a agência antidoping nacional (RUSADA), suspensa em 2015.

O documento, assinado em 10 de agosto pelo primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, coloca o novo laboratório sob a alçada da Universidade de Moscovo, desvinculando o ministério dos Desportos dessas responsabilidades.

Em comunicado, o Governo da Rússia explica que, apesar da Universidade de Moscovo ser estatal, este vínculo permitirá ao novo laboratório funcionar de forma "independente dos organismos de estado".

A RUSADA tinha sido suspensa em 2015 depois de rebentar um escândalo de doping generalizado na Rússia, patrocinada pelo estado russo, entre 2011 e 2015, após a publicação de um relatório da Agência Mundial Antidopagem (AMA).

Em junho, a AMA autorizou a Rússia a voltar a monitorizar os controlos antidoping, sob a supervisão da agência britânica (UKAD).

Com esta solução, o vice-primeiro-ministro dos Desportos, Vitali Moutko, com a pasta dos Desportos, considerou que se tinha dado "uma grande passo para a reabilitação total da RUSADA.

Lusa

  • "Ataque terrorista" no centro de Barcelona

    Ataque em Barcelona

    Uma carrinha atropelou várias pessoas esta tarde em Barcelona, Espanha, na área turística de Las Ramblas. A polícia confirma oficialmente um morto e 32 feridos, mas outras fontes asseguram a existência de várias vítimas mortais. As autoridades falam de um "ataque terrorista" e revelaram a foto do suspeito.

    Direto

    SIC

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19