sicnot

Perfil

Desporto

Bolt sofreu cãibra na final dos 4x100 metros dos mundiais de atletismo

Lucy Nicholson

Uma cãibra na coxa esquerda foi o motivo que impediu o jamaicano Usain Bolt de terminar a última corrida da sua carreira, a final dos 4x100 metros dos Mundiais de atletismo, em Londres, no sábado.

"É uma cãibra no isquiotibial esquerdo, mas a maior dor que sente é pela deceção de ter perdido a corrida. As três últimas semanas foram duras para ele", afirmou o médico da seleção da Jamaica, Kevin Jones.

Omar McLeod, medalha de ouro nos 110 m barreiras e que no sábado correu o primeiro percurso da estafeta jamaicana nos 4x100, afirmou que todos estavam um pouco comovidos com a lesão de Bolt.

"O nome de Usain Bolt permanecerá para sempre", sublinhou.

Bolt recebeu o testemunho para o último percurso na terceira posição, atrás de norte-americanos e britânicos, tentou forçar e acabou por parar, deitando-se na pista agarrado à perna esquerda e com um esgar de dor, permanecendo por terra durante alguns minutos.

O recordista mundial de 100 e 200 metros fecha assim a sua carreira com 14 medalhas em campeonatos do Mundo, um recorde para o setor masculino.

A Grã-Bretanha conquistou a medalha de ouro, com 37,47 segundos, batendo os Estados Unidos (37,52) e o Japão (38,04).

Lusa

  • "Ataque terrorista" no centro de Barcelona

    Ataque em Barcelona

    Uma carrinha atropelou várias pessoas esta tarde em Barcelona, Espanha, na área turística de Las Ramblas. A polícia confirma oficialmente um morto e 32 feridos, mas outras fontes asseguram a existência de várias vítimas mortais. As autoridades falam de um "ataque terrorista" e revelaram a foto do suspeito.

    Direto

    SIC

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19