sicnot

Perfil

Desporto

Bibiana Steinhaus é a primeira mulher a arbitrar nos principais campeonatos europeus

Fabrizio Bensch/ Reuters

A alemã Bibiana Steinhaus tornou-se este domingo a primeira mulher a arbitrar um jogo de futebol de primeira divisão de um dos grandes campeonatos europeus, ao dirigir o Hertha Berlim-Werder Brmen, da terceira jornada da liga alemã.

Depois de ter arbitrado durante 10 anos na segunda divisão e ter sido nomeada para os mais importantes jogos do futebol feminino, esta funcionária de polícia, de 38 anos, foi selecionada este ano para figurar entre os 24 árbitros da 'Bundesliga'.


Algumas árbitras exerceram enquanto auxiliares em jogos do principal escalão em França, Itália ou em Inglaterra, mas Steinhaus é a primeira a usar o apito a este nível.


"É uma mensagem forte para o resto mundo", escreveu a secretária-geral da FIFA, Fatma Samoura, na sua página no Facebook.


"Nunca fiz isto com um objetivo de emancipação. Fiz simplesmente aquilo que amo. Mas se sou um exemplo para muitas jovens raparigas, ou mesmo uma pioneira para fazer avançar a igualdade de direitos, fico satisfeita, evidentemente", disse Steinhaus numa entrevista publicada dias antes do jogo.

Lusa

  • Atropelamento em Copacabana fere 15 e mata bebé de 18 meses
    1:13

    Mundo

    Pelo menos uma pessoa morreu e 15 ficaram feridas num atropelamento na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no Brasil. O condutor, um homem de 41 anos, diz ter perdido o controlo do carro, invadiu a calçada, percorreu 15 metros e só parou no areal de uma das zonas mais turísticas do Brasil. A polícia militar confirmou, entretanto, em comunicado que não há qualquer indício de que se tenha tratado de um ataque terrorista e avançou que o condutor sofreu um ataque de epilepsia.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45
  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38