sicnot

Perfil

Desporto

Manchester City sofre primeira derrota da época na Liga inglesa

PETER POWELL

O Manchester City sofreu este domingo o primeiro desaire na Liga inglesa de futebol e pôs fim a uma série de 30 jogos sem perder, ao cair no terreno do Liverpool, por 4-3, na 23.ª jornada da prova.

A invencibilidade da equipa de Pep Guardiola acabou em Anfield Road, num encontro em que o Liverpool, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões, esteve perto da goleada, mas acabou por permitir que os 'citizens' reduzissem a diferença nos últimos instantes, com Bernardo Silva a 'faturar' aos 84 minutos.

Oxlade-Chamberlain abriu a contagem, logo aos nove minutos, mas o City igualou perto do intervalo, aos 40, pelo alemão Sané.

Na segunda parte, o brasileiro Firmino, aos 59 minutos, o senegalês Mané, aos 61, e o egípcio Salah, com um chapéu do 'meio da rua' ao guarda-redes Ederson (ex-Benfica), aos 68, deixaram o Liverpool perto da goleada, mas Bernardo Silva, que entrou em campo aos 71, e o alemão Gundogan, aos 90+1, impediram uma derrota mais pesada.

Foram 30 jogos, 22 na presente temporada, sem perder na 'Premier League', naquele que é melhor registo de sempre da história do Manchester City na competição. O último desaire tinha acontecido a 05 de abril de 2017, no campo do Chelsea (2-1).

O Arsenal continua assim a deter o recorde de mais jogos sem perder na 'Premier League', com 49, entre 2003 e 2004.

Mesmo assim, os 'citizens' continuam com uma confortável vantagem na liderança da prova, embora o Manchester United, segundo classificado, tenha a possibilidade de reduzir a diferença para 12 pontos, caso vença na segunda-feira o Stoke City, em Old Trafford.

Por seu lado, o Liverpool, que vai defrontar o FC Porto nos oitavos de final da 'Champions', igualou provisoriamente Manchester United e Chelsea no segundo posto, com 47 pontos, contra os 62 do City.

Lusa

  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.