Desporto

Mónaco reembolsa adeptos depois de sofrer goleada com o PSG

(Arquivo)

Regis Duvignau

O Mónaco decidiu reembolsar os adeptos com o valor dos bilhetes do jogo de domingo em que os monegascos foram goleados no terreno do Paris Saint-Germain (7-1), na 33.ª jornada da Liga francesa de futebol.

O clube, treinado pelo português Leonardo Jardim, campeão na última época e no qual jogam os também portugueses João Moutinho e Rony Lopes, sofreu uma derrota pesada frente ao Paris Saint-Germain, num jogo que deu à equipa parisiense o sétimo título da sua história.

Na sua conta oficial no Twitter, o Mónaco fez saber que os adeptos que se deslocaram a Paris serão reembolsados do preço dos bilhetes e que, durante a semana, o clube dará mais informações em relação a esse reembolso.

"Os únicos que estiveram à altura foram os nossos adeptos, a quem agradeço. Empurraram a equipa, mas não conseguimos fazer nada. Faremos tudo para que no próximo jogo estejam orgulhosos", disse o vice-presidente do Mónaco, Vadim Vasilyev.

No jogo que assegurou ao Paris Saint-Germain o sétimo título de campeão da sua história, o argentino Lo Celso (15 e 27), o uruguaio Cavani (17), o argentino Di María (20 e 58), o colombiano Falcao, este na própria baliza (77), e o alemão Draxler (86) fizeram os golos da equipa parisiense, enquanto o português Rony Lopes marcou para o Mónaco (38).

Lusa

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC