Desporto

"Alheei-me do jogo muita vez. Fiz uma falta que podia ter dado golo". Suspeitas de corrupção no Sporting estendem-se ao futebol

"Alheei-me do jogo muita vez. Fiz uma falta que podia ter dado golo". Suspeitas de corrupção no Sporting estendem-se ao futebol

O empresário que denunciou um alegado esquema de corrupção no andebol terá entregue ao Ministério Público gravações que mostram aliciamentos a jogadores, neste caso de futebol. Num dos áudios a que a SIC teve acesso, Paulo Silva surge a relatar uma conversa com um jogador de uma equipa adversária, supostamente comprado para beneficiar o Sporting.

Paulo Silva, que diz estar arrependido e confessa ter agido por "sportinguismo", apresentou há cerca de dois meses uma participação no Departamento de Investigação e Ação Penal do Ministério Público do Porto. Entregou na altura várias mensagens escritas e de áudio, na aplicação Whatsapp.

Os registos incluem gravações de João Gonçalves, que serviria de interlocutor, e de Gonçalo Rodrigues, ligado diretamente a André Geraldes, o homem forte do futebol do Sporting.

Os quatro homens foram hoje detidos pela Polícia Judiciária. O diretor do departamento de futebol do Sporting, André Geraldes, e outras três pessoas foram hoje detidas, disse fonte judicial à SIC. Estão indiciados de crimes de corrupção no desporto.

Paulo Silva garante nunca ter falado diretamente com Geraldes, mas assegura que seria ele que estava à cabeça de todo este alegado esquema.

O responsável leonino já desmentiu estar envolvido numa rede de corrupção. Declarações deixadas no Facebook, numa altura em que se falava apenas do andebol.

Saiba mais no Primeiro Jornal da SIC