Desporto

Desportivo das Aves demonstra total confiança em Nélson Lenho

Rafa Silva, do Benfica, Nélson Lenho, do Desportivo das Aves

MIGUEL A. LOPES

O Desportivo das Aves, que viu o nome do seu capitão envolvido em situações de alegada corrupção com o Sporting, manifestou "surpresa quanto às notícias que envolvem Nélson Lenho", afirmando a total confiança no futebolista.

O jogador é referido numa das conversas entre intermediários associados ao alegado esquema de corrupção montado pelo Sporting, que envolvem os nomes dos empresários Paulo Silva e João Gonçalves, e Gonçalo Rodrigues e André Geraldes, do Sporting.

O clube avense, que já se encontra a estagiar em Peniche com vista a preparar o jogo da final da Taça de Portugal, com o Sporting, veio, em comunicado, manifestar a total confiança no atleta.

"O Clube Desportivo das Aves - Futebol SAD tem total confiança no caráter e profissionalismo deste seu atleta, como de todos os outros, que, ao longo da presente época desportiva, têm honrado o nome do clube, pelo que apenas concebe que o nome do jogador esteja a ser usado com propósitos terceiros", pode ler-se.

O Aves revelou ainda que está "totalmente comprometido com a justiça e verdade desportiva, apelando desde já a que a mesma seja o mais célere possível, de forma a que todos os envolvidos possam defender o seu bom nome".

Apesar de toda esta polémica, o Desportivo das Aves garantiu estar totalmente focado na final da Taça de Portugal e na conquista do troféu.

"Nada desviará o nosso foco da preparação da final da Taça de Portugal, momento ímpar da história do nosso clube onde tudo faremos para conquistar o troféu para os nossos adeptos e simpatizantes", concluiu o comunicado.

Na terça-feira, a Polícia Judiciária fez buscas na SAD do Sporting, com suspeitas de atos de corrupção, e confirmou a detenção de quatro pessoas no âmbito de uma operação que designou de Cashball, com o Sporting a confirmar a detenção de dois colaboradores.

Os detidos foram encaminhados para o Porto, onde hoje estão a ser ouvidos, no Tribunal de Instrução Criminal.

Lusa

  • Vitória SC estupefacto com acusações de alegado envolvimento na operação Cashball
    0:36

    Desporto

    Um dos clubes visados pelas suspeitas de corrupção no Sporting é o Vitória de Guimarães, que já veio, em comunicado, repudiar todos os atos que possam prejudicar a verdade desportiva. O clube promete ainda extrair todas as consequências deste caso. Um dos jogadores referidos é precisamente João Aurélio, o central da equipa. A SIC tentou, sem sucesso, contactar o jogador.

  • "Então e ias tirar a bola no 2-0 quando te mandaste para o ar?"
    0:24

    Desporto

    São várias as gravações áudio a que a SIC teve acesso, a propósito do alegado esquema de corrupção que envolve o Sporting. No centro está sempre Paulo Silva, o empresário e suposto intermediário. Numa das das mensagens de voz gravadas, Paulo Silva comenta a conversa que terá tido com um dos jogadores que terá sido alegadamente comprado. 

  • "Este gajo para mim teve mais influência"
    0:15

    Desporto

    São vários os jogos de futebol que estarão a ser investigados no caso de suspeitas de corrupção que envolve o Sporting. Entre eles estão as frente ao Feirense, Chaves, Tondela, Aves, Estoril ou Guimarães. Num dos áudios a que a SIC teve acesso, Paulo Silva comenta um dos jogadores de uma equipa adversária. 

  • "Não me venham dizer que ele não teve influência"
    0:08

    Desporto

    Paulo Silva teria uma ligação direta neste esquema com Gonçalo Rodrigues, o braço direito de André Geraldes, o homem forte do futebol do Sporting. As conversas passavam ainda por João Gonçalves, um empresário, centradas, neste caso, na corrupção de jogadores adversários.

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33