Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
3:53

PSD e PS recuam nas subvenções vitalícias

2
1:54

Vieira da Silva nega divisão no PS sobre as subvenções

3
0:48

Isabel Moreira admite suscitar inconstitucionalidade da suspensão de subvenções vitalícias

4
1:06

PT e TAP marcam debate sobre Orçamento

5
1:38

Surto de legionella teve origem na fábrica Adubos de Portugal

6
1:06

Ministro considera que greve dos enfermeiros foi "banalizada"

7
1:48

Segundo dia de greve nacional dos enfermeiros em Lisboa

8
3:54

Muro em risco no Cacém retira de casa 22 famílias

9
3:45

Elementos da GNR que participaram nas buscas de montanhista regressaram a Portugal

10
2:35

Obama concede cinco milhões de vistos de trabalho a imigrantes ilegais

11
1:03

EUA divulgam imagens dos últimos bombardeamentos aéreos contra Estado Islâmico

12
0:28

Partido pela Independência do Reino Unido elegeu 2º deputado ao Parlamento

13
0:32

Presidente da APAF confirma que a Liga vai pagar dívida hoje

14
2:01

Nani reafirma hipótese de voltar a Manchester em janeiro

15:57 17.05.2012

Federação dos Sindicatos da Função Pública convoca trabalhadores e aposentados para grande manifestação em junho

LUSA Arquivo Lusa

A Federação Nacional dos Sindicatos da Função  Pública (FNSFP) convocou hoje todos os trabalhadores do Estado e aposentados  a participarem numa "grande manifestação nacional" a 22 junho, que passará  em frente ao Tribunal Constitucional.  

"Este órgão tem responsabilidades muito grandes neste momento em que  vivemos ilegalidades e inconstitucionalidades constantes no que diz respeito  aos direitos laborais e fica impávido e sereno lavando as mãos como Pilates  ou a favor da Administração", disse hoje à agência Lusa a coordenadora da  federação, Ana Avoila. 

A manifestação contra o congelamento de salários, subsídios, carreiras  e redução de remunerações será aprovada no congresso da FNSFP, que decorrerá  dias 30 e 31 de Maio em Lisboa. 

"O congresso pretende chamar a atenção para os problemas laborais na  Administração Pública e para as funções sociais do Estado que neste momento  estão postas em causa, nomeadamente nas áreas da Saúde, Educação e Segurança  Social", disse a sindicalista. 

No último dia, o congresso sairá também à rua, num desfile até ao Ministério  das Finanças. 

"Estas ações de luta têm como objetivo lutar contra a desestruturação  da Administração Pública", referiu Ana Avoila. 

O congresso da FNSFP integrará uma sessão internacional, com representantes  sindicais da Grécia, País Basco e Argentina, entre outros. 

"Vai ser importante perceber, com a experiência de outros países do  mundo, qual está a ser a direção do setor público a nível global", destacou  Ana Avoila. 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Economia

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .