Economia

Ministro da Economia desdramatiza adiamento da eleição dos novos órgãos sociais da Metro do Porto

O ministro da Economia desdramatizou hoje o  adiamento da eleição dos novos corpos sociais da Metro do Porto e considerou  que o consenso necessário para a escolha dos nomes será alcançado até à  próxima Assembleia Geral. 

(Lusa)

(Lusa)

JOAO RELVAS

"Não há nada de dramático, ontem não estavam reunidas as condições necessárias  para se chegar a um consenso", disse Álvaro Santos Pereira aos jornalistas,  à margem de uma visita à Feira Internacional de Artesanato (FIA). 

A assembleia-geral da Metro do Porto, foi marcada para sexta-feira passada  com o objetivo de eleger os novos órgãos sociais mas foi suspensa por 15  dias, devido à ausência do representante do Estado, mantendo-se Ricardo  Fonseca na presidência. 

Isto ocorreu horas depois de a Junta Metropolitana do Porto ter aprovado  o nome de João Velez de Carvalho, proposto pelo Governo, para a presidência  do conselho de administração daquela empresa. 

O presidente da Junta Metropolitana do Porto, Rui Rio, disse à agência  Lusa que houve "interferências" de membros do Governo na tentativa de eleição  da nova administração da Metro do Porto para "politicamente fragilizar mais  o ministro da Economia". 

O ministro da Economia escusou-se a comentar as declarações de Rui Rio  e salientou a importância da restruturação que está ser feita no setor dos  transportes, que permitiu reduzir os custos operacionais desde o ano passado.

"Por isso estamos a apostar numa meta histórica: atingir o equilíbrio  operacional no final deste ano", disse Santos Pereira. 

O atual conselho de administração da Metro do Porto, cujo mandato terminou  em dezembro de 2010, pediu a demissão em bloco em finais de maio, com efeitos  a partir do fim deste mês, por não terem sido nomeados os novos órgãos sociais.

Lusa

  • metro.mpg
    1:17

    País

    A nomeação da nova administração da empresa Metro do Porto está envolta em polémica, nomeação que foi adiada ontem depois do Governo ter faltado à reunião decisiva. Rui Rio acusa membros do executivo de terem interferido na eleição dos novos gestores. O autarca vai mais longe nas críticas e diz que o objetivo é fragilizar politicamente o ministro Álvaro Santos Pereira.

  • "Sou assim, genuíno e frontal". O resumo da entrevista de Bruno de Carvalho à SIC Notícias
    3:47
  • Terá mesmo valido a pena tomar óleo de fígado de bacalhau na infância?

    Mundo

    Os suplementos de ómega 3 não trazem grandes benefícios na prevenção de enfartes, acidente vascular cerebral (AVC) ou morte prematura, concluiu um estudo a pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS). A geração que foi obrigada pelos pais a tomar óleo de fígado de bacalhau não está assim muito mais protegida destas doenças que as outras.

  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02
  • Centenas de pessoas no funeral de João Semedo
    2:22
  • Quem é a nova líder da Sonae?
    2:16

    Economia

    Aos 49 anos, a filha mais nova de Belmiro de Azevedo é a nova líder do grupo Sonae. Quem a conhece diz que Cláudia Azevedo herdou o feitio do pai. Também não gosta de ouvir "não" e tem bom humor.