sicnot

Perfil

Economia

Marinho Pinto pede intervenção de Cavaco com "consequências políticas" contra austeridade

O bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho  Pinto, pediu hoje uma intervenção do Presidente da República, com "consequências  políticas", face às medidas do Governo, que "ameaçam os alicerces da democracia",  referiu. 

(Lusa/Arquivo)

Aquele responsável falava aos jornalistas na Covilhã, após uma conferência  sobre "Democratização da Justiça", na Universidade da Beira Interior (UBI).

Marinho Pinto criticou a política de austeridade, classificando-a como  "uma ameaça aos alicerces da democracia", porque "não há liberdade com barriga  vazia", numa alusão às dificuldades dos portugueses. "Derrubou-se o Governo anterior por querer aplicar medidas de austeridade  infinitamente mais pequenas do que aquelas que estão ser aplicadas, por  quem garantiu que não o ia fazer", destacou. 

O bastonário considera a situação "demasiado grave" para que continue  "sem que haja consequências políticas", pelo que pede a intervenção de Cavaco  Silva."O Presidente da República deve exercer as suas funções e deve fazer  respeitar a Constituição e não refugiar-se num palácio e desaparecer da  vida pública", salientou. 

Para Marinho Pinto, "o Governo faz o que quer impunemente com a maioria  parlamentar, porque as outras instituições não estão a funcionar como deviam,  nomeadamente o Presidente da República". 

Questionado sobre se está a pedir que Cavaco Silva dissolva a Assembleia  da República, o bastonário respondeu que deve dar "pelo menos palavras de  esperança" aos portugueses. 

Portugal "está praticamente sem Presidente da República" e ele "deve  atuar", concluiu. 

 

Lusa

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44