sicnot

Perfil

Economia

Marinho Pinto pede intervenção de Cavaco com "consequências políticas" contra austeridade

O bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho  Pinto, pediu hoje uma intervenção do Presidente da República, com "consequências  políticas", face às medidas do Governo, que "ameaçam os alicerces da democracia",  referiu. 

(Lusa/Arquivo)

Aquele responsável falava aos jornalistas na Covilhã, após uma conferência  sobre "Democratização da Justiça", na Universidade da Beira Interior (UBI).

Marinho Pinto criticou a política de austeridade, classificando-a como  "uma ameaça aos alicerces da democracia", porque "não há liberdade com barriga  vazia", numa alusão às dificuldades dos portugueses. "Derrubou-se o Governo anterior por querer aplicar medidas de austeridade  infinitamente mais pequenas do que aquelas que estão ser aplicadas, por  quem garantiu que não o ia fazer", destacou. 

O bastonário considera a situação "demasiado grave" para que continue  "sem que haja consequências políticas", pelo que pede a intervenção de Cavaco  Silva."O Presidente da República deve exercer as suas funções e deve fazer  respeitar a Constituição e não refugiar-se num palácio e desaparecer da  vida pública", salientou. 

Para Marinho Pinto, "o Governo faz o que quer impunemente com a maioria  parlamentar, porque as outras instituições não estão a funcionar como deviam,  nomeadamente o Presidente da República". 

Questionado sobre se está a pedir que Cavaco Silva dissolva a Assembleia  da República, o bastonário respondeu que deve dar "pelo menos palavras de  esperança" aos portugueses. 

Portugal "está praticamente sem Presidente da República" e ele "deve  atuar", concluiu. 

 

Lusa

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.