sicnot

Perfil

Economia

Berlim pede à Grécia que cumpra o acordado e modere as suas declarações

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, reiterou numa entrevista publicada hoje no Bild am Soontag que a Alemanha quer que a Grécia permaneça no euro, mas pediu a Atenas que cumpra o acordo e modere as suas declarações.

© Jonathan Ernst / Reuters

"Não queremos um 'Grexit'", afirmou Schäuble, numa referência a uma eventual saída da Grécia da zona euro, mas considerou que a decisão final a esse respeito cabe a Atenas.


"Somos solidários, mas não extorsionários. Ninguém forçou a Grécia ao programa de ajuda. Por isso, está totalmente nas mãos do governo de Atenas", acrescentou.


O ministro das Finanças alemão sublinhou que "os acordos adotados estão vigor", ou seja, Atenas deve continuar com os ajustes e reformas assumidas como contrapartidas no programa que acompanhou o seu segundo resgate e que a extensão de quatro meses acordada recentemente não prevê novos desembolsos para o país.


Atenas "tem a palavra. Se a Grécia não cumprir [com o acordo], não haverá mais ajudas", acrescentou o governante alemão.


Além disso, Schäuble considerou que tanto o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, como o seu ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, deveriam baixar o tom, embora pessoalmente dê mais valor "aos acordos do que às declarações".


"Seria bom que o governo grego não falasse de modo que nos seja difícil convencer os nossos cidadãos", comentou.


O homem forte da chanceler alemã, Angela Merkel, evitou, no entanto, avançar se Atenas irá precisar de mais ajudas assim que concluir o programa.


Schäuble considerou ainda que "é preciso dar algum tempo aum governo novo", aludindo ao facto de o partido da esquerda radical Syriza ter chegado ao poder após as eleições de 25 de janeiro.


Na sexta-feira, os deputados alemães aprovaram, por esmagadora maioria, o prolongamento do programa de resgate por quatro meses, até 30 de junho próximo, após um compromisso entre os ministros europeus das Finanças e Atenas, que aceitou manter as reformas. 


"O meu homólogo grego tem o direito a ser tão respeitado quanto os outros", afirmou Schauble sobre Yanis Varoufakis: "Ele comportou-se comigo de forma absolutamente correta". 


Lusa
  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano