sicnot

Perfil

Economia

Preço do azeite vai aumentar devido a quebra na produção

Preço do azeite vai aumentar devido a quebra na produção

O preço do azeite vai aumentar devido a uma quebra na produção nacional. Ainda não é conhecido o valor em concreto do aumento, mas de acordo com a Associação do Azeite de Portugal, será uma subida progressiva.

  • Preço do azeite poderá subir entre 10% a 15% a partir de março
    2:46

    Economia

    O preço do azeite poderá aumentar entre dez a 15 por cento, a partir de março. As pragas que atacaram a azeitona no verão passado provocaram uma queda de 20 por cento na produção nacional de azeite deste ano. A situação, ainda mais grave noutros países da Europa, originou um aumento de 40 por cento do preço do azeite a granel no mercado internacional. Entretanto, a Escola Superior Agrária de Bragança está a estudar várias formas de combater as pragas que atacam a azeitona.

  • Olivicultores alentejanos preveem produção de azeite mais baixa dos últimos anos
    1:56

    Economia

    No Alentejo, a produção de azeitona será das piores dos últimos anos. É a consequência de um verão com menos calor e mais chuva, que proporcionou o aparecimento de pragas nos olivais. Os produtores garantem no entanto que queda de produção não vai afetar a qualidade do azeite alentejano. O preço é que deverá subir em consequências do mau ano nos olivais portugueses e espanhóis.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • "Não dá mais, Brasil!" Um excerto da Reportagem Especial de hoje
    1:58
  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.