sicnot

Perfil

Economia

Henrique Granadeiro ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES

Depois de Zeinal Bava, presidente executivo da PT, hoje é a vez de Henrique Granadeiro ser ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES.

A Oi refere que Granadeiro invoca o facto de a Comissão Executiva da PT SGPS ter revogado a 25 de março do ano passado "o modelo de gestão centralizada de tesouraria que estava em vigor nas empresas do grupo PT desde 1 de março de 2006, passando em consequência, a tesouraria das empresas portuguesas detidas, direta ou indiretamente, em mais de 10% pela PT Portugal, a ser gerida por esta última". (Arquivo)

A Oi refere que Granadeiro invoca o facto de a Comissão Executiva da PT SGPS ter revogado a 25 de março do ano passado "o modelo de gestão centralizada de tesouraria que estava em vigor nas empresas do grupo PT desde 1 de março de 2006, passando em consequência, a tesouraria das empresas portuguesas detidas, direta ou indiretamente, em mais de 10% pela PT Portugal, a ser gerida por esta última". (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Mais uma vez, o objectivo dos deputados é procurar saber por que razão comprou a PT quase 900 milhões de euros em dívida do Grupo Espírito Santo, quando já se sabia do risco envolvido.

Em agosto, quando se demitiu, Granadeiro já tinha admitido parte da responsabilidade, mas não a culpa. Hoje deve ainda responder a outras questões relacionadas com a influência de Ricardo Salgado na gestão da operadora. A audição está marcada para as 4 da tarde.
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11