sicnot

Perfil

Economia

Henrique Granadeiro ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES

Depois de Zeinal Bava, presidente executivo da PT, hoje é a vez de Henrique Granadeiro ser ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES.

A Oi refere que Granadeiro invoca o facto de a Comissão Executiva da PT SGPS ter revogado a 25 de março do ano passado "o modelo de gestão centralizada de tesouraria que estava em vigor nas empresas do grupo PT desde 1 de março de 2006, passando em consequência, a tesouraria das empresas portuguesas detidas, direta ou indiretamente, em mais de 10% pela PT Portugal, a ser gerida por esta última". (Arquivo)

A Oi refere que Granadeiro invoca o facto de a Comissão Executiva da PT SGPS ter revogado a 25 de março do ano passado "o modelo de gestão centralizada de tesouraria que estava em vigor nas empresas do grupo PT desde 1 de março de 2006, passando em consequência, a tesouraria das empresas portuguesas detidas, direta ou indiretamente, em mais de 10% pela PT Portugal, a ser gerida por esta última". (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Mais uma vez, o objectivo dos deputados é procurar saber por que razão comprou a PT quase 900 milhões de euros em dívida do Grupo Espírito Santo, quando já se sabia do risco envolvido.

Em agosto, quando se demitiu, Granadeiro já tinha admitido parte da responsabilidade, mas não a culpa. Hoje deve ainda responder a outras questões relacionadas com a influência de Ricardo Salgado na gestão da operadora. A audição está marcada para as 4 da tarde.
  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31

    Grande Reportagem SIC

    Carlos Queiroz, ex-selecionador de Portugal, dá-nos uma entrevista forte e transparente. Entrevistámo-lo no Dubai, um lugar que a investigação da SIC coloca no centro do mapa do escândalo do GES/BES. Aqui antecipamos a Grande Reportagem da próxima semana.

    Exclusivo online