sicnot

Perfil

Economia

Banco Mundial faz 'mea culpa' por danos causados a populações deslocadas

O Banco Mundial (BM) fez hoje um 'mea culpa' pelas consequências, por vezes negativas, do deslocamento forçado de populações no âmbito de projetos para os quais faculta financiamento.

Presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim

Presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim

(Reuters/Arquivo)

"Estivemos a examinar, com um olhar crítico, o que fazemos nesta área e aquilo com que nos deparámos despertou em mim profundas preocupações", disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, em comunicado.

"Encontrámos uma série de questões importantes. A primeira é que não fizemos o suficiente para controlar projetos que envolvem deslocamentos. A segunda é que não temos aplicado os planos de forma correta e a terceira é que não temos introduzido instrumentos de controlo suficientes para garantir que as nossas políticas são respeitadas. Devemos e vamos fazer melhor ", acrescentou Jim Yong Kim.

Após admitir estas falhas, o BM anunciou o lançamento de um plano de ação para resolver o problema, prevendo um reforço dos controlos e pessoal adicional para monitorar esses projetos.

O Banco Mundial divulgou hoje vários documentos sobre a questão, incluindo pesquisas realizadas nos últimos 20 anos, mas não cita projetos específicos em que a deslocação das populações teve lugar em condições insatisfatórias. 

Porém, um documento anterior refere problemas em torno de um transporte urbano em Mumbai, na Índia, um gasoduto na África Ocidental e o desenvolvimento das zonas costeiras na Albânia.



Lusa
  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • S. João do Porto sem balões
    2:36

    País

    No Porto, milhares de pessoas foram para a rua festejar o São João. Este ano houve tolerância zero no lançamento de balões, por causa do risco de incêndio. O fogo de artifício começou com mais de 15 minutos de atraso.

  • Mais de 100 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.