sicnot

Perfil

Economia

Cerca de 20 pessoas invadem instalações do Novo Banco em Leiria

Cerca de 20 pessoas invadiram hoje de manhã as instalações do Novo Banco em Leiria, reclamando os seus direitos e exigindo o dinheiro investido em papel comercial do Banco Espírito Santo (BES).

Arquivo lusa

Munidos de apitos e um altifalante, os manifestantes encontram-se dentro das instalações do banco batendo com os pés no chão e gritando "Queremos o nosso dinheiro" e "A luta continua".

Os lesados dizem sentir-se burlados e que "há pessoas a passar fome, sem dinheiro e com muitas dificuldades" devido à situação. 

Muitos deles envergam ainda cartazes onde se lê "Não aos bancos abutres" e "Governantes e deputados, estamos no Novo Banco, quem o comprar tem de nos pagar".

Entretanto, a polícia já chegou ao local.

A 03 de agosto de 2014, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado banco mau (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição que foi designado Novo Banco.
  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.