sicnot

Perfil

Economia

Governo recusa comentar fusão BPI/BCP mas diz que interesse de investimento é positivo

Governo recusa comentar fusão BPI/BCP mas diz que interesse de investimento é positivo

O ministro da Economia, Pires de Lima, recusa comentar a possível fusão entre o BPI e o BCP. Pires de Lima diz apenas que é positivo perceber que há interesse de investimento no país mas remete a avaliação do negócio para os acionistas. A fusão foi sugerida pela empresária angolana Isabel dos Santos, que garante tratar-se de um caminho melhor que a Operação Pública de Aquisição (OPA) lançada pelo Caixabank. Isabel dos Santos defende que a fusão permitirá criar o maior banco privado nacional.



  • Ministro da Economia não comenta OPA sobre o BPI por ser decisão privada
    0:46

    Economia

    O ministro da Economia não quis fazer grandes comentários à OPA sobre o BPI e à hipótese de fusão entre BPI e BCP. Pires de Lima disse apenas que é bom saber que há interesses de investimento em Portugal e que as decisões cabem aos acionistas. Palavras do ministro da Economia, esta manhã, na apresentação do livro "Mercator de Língua Portuguesa", uma obra de referência do marketing que tem agora prefácio escrito por Pires de Lima

  • Fusão BCP/BPI "é da responsabilidade dos acionistas"
    0:20

    Economia

    O ministro da Economia, António Pires de Lima, defende que o Estado e o Governo não devem ter posição sobre a eventual fusão entre o BCP e o BPI. Naquela que é a primeira reação do Executivo à proposta da empresária angolana Isabel dos Santos, Pires de Lima diz apenas que é uma decisão da responsabilidade dos acionistas.

  • Isabel dos Santos defende criação do maior banco privado em Portugal
    1:38

    Economia

    A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários já levantou a suspensão da negociação de ações do BCP e do BPI. A suspensão esteve em vigor até que fosse divulgada informação relevante ao mercado. A empresária angolana Isabel dos Santos já formalizou entretanto a proposta de fusão entre o BPI e o BCP. Numa carta enviada a Fernando Ulrich, Nuno Amado e ao Caixabank, a empresária defende que a criação do maior banco privado em Portugal, com posições em Angola, Moçambique e Polónia e ainda uma gestão portuguesa independente.

  • Pedido de registo da OPA do Caixabank ao BPI chegou à CMVM
    0:08

    Economia

    O pedido de registo da OPA do banco espanhol Caixabank ao BPI chegou esta quarta-feira à a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. Caso o regulador considere que a informação enviada pelo banco espanhol é suficiente, o BPI tem oito dias para se pronunciar sobre o negócio. O mesmo pedido que chegou à CMVM terá sido enviado à administração do banco, mas, esta tarde, à saída de uma conferência, em Lisboa, Fernando Ulrich recusou falar sobre o tema.

  • OPA sobre o BPI faz disparar ações do banco

    Economia

    A OPA (Oferta Pública de Aquisição) dos espanhóis do Caixabank sobre o BPI apanhou toda a gente de surpresa. O anúncio, feito durante a madrugada desta segunda-feira, levou à suspensão das ações do banco na bolsa de Lisboa, que depois dispararam.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.