sicnot

Perfil

Economia

Granadeiro diz ser apenas responsável por 200 M€ de investimento na Rioforte

O antigo presidente da Portugal Telecom (PT) Henrique Granadeiro disse hoje no parlamento ser responsável apenas por um investimento de 200 milhões de euros da PT SGPS na Rioforte, num total de 897 milhões de euros.

JO\303\203O RELVAS (Lusa)

Desse investimento de 897 milhões, sublinhou Granadeiro na comissão de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES), 200 foram por si decididos enquanto presidente executivo da PT SGPS e os restantes 697 milhões de investimento em dívida da Rioforte, 'holding' do GES, terão sido conduzidos por "outros".

"Na minha convicção foram decididos no âmbito da PT Portugal", disse, em resposta a pergunta da deputada do Bloco de Esquerda (BE) Mariana Mortágua, frisando que em comum entre a PT SGPS e a PT Portugal havia o administrador financeiro, Luís Pacheco de Melo, que será ouvido na quinta-feira na comissão de inquérito.

Entre 15 e 17 de abril de 2014, a PT SGPS e a PT Finance renovaram as aplicações na Rioforte no valor de 897 milhões de euros, valor que nunca chegou a ser reembolsado, o que teve consequências no processo de fusão da PT com a brasileira Oi.

Na ocasião, a PT Portugal tinha Zeinal Bava como presidente executivo, que acumulava com a presidência executiva da Oi, e Pacheco de Melo como administrador financeiro.

O investimento na Rioforte teve intervenção certamente do administrador financeiro ou "até de alguém abaixo" de si nesse departamento, acredita Granadeiro, que assume responsabilidade apenas pelo montante saído da PT SGPS, 200 milhões de euros do total de 897 milhões. 

A comissão de inquérito teve a primeira audição a 17 de novembro passado e tinha inicialmente um prazo total de 120 dias, até 19 de fevereiro, mas foi prolongado por mais 60 dias.

Os trabalhos dos parlamentares têm por objetivo "apurar as práticas da anterior gestão do BES, o papel dos auditores externos e as relações entre o BES e o conjunto de entidades integrantes do universo do GES, designadamente os métodos e veículos utilizados pelo BES para financiar essas entidades".

 

Lusa
  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • EUA preparam-se para ver o primeiro eclipse solar total, 38 anos depois
    1:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.