sicnot

Perfil

Economia

PIB cresceu 0,9% na zona euro e 1,3% na UE em 2014

A economia europeia cresceu 0,9% na zona euro e 1,3% na União Europeia (UE) em 2014, segundo a segunda estimativa, hoje divulgadas pelo Eurostat, que revê em ligeira baixa a primeira previsão para os 28 Estados-membros.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Mal Langsdon / Reuters

A primeira previsão do Eurostat para o acumulado do ano de 2104 era de um crescimento de 0,9% na zona euro e 1,4% na UE.

 

Já no último trimestre de 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 0,9% na zona euro e 1,3% na UE, face ao mesmo período de 2013.

 

Na variação sucessiva, ou seja, comparando a evolução do quarto trimestre do ano passado com o terceiro trimestre de 2014, o PIB aumentou 0,3% na zona euro e 0,4% na UE.

 

Na comparação homóloga, e segundo os dados disponíveis a Hungria(3,4%) foi o país cujo PIB mais cresceu, seguindo-se a Polónia (3,2%) e a Estónia (2,6%), enquanto Chipre (-1,2%) , Itália (-0,5%) e Áustria (-0,2%) viram as suas economias recuar.

 

Na comparação entre o terceiro e o quarto trimestres de 2014, a Estónia (1,1%), a Hungria (0,9%), a Alemanha, A Espanha e a Polónia (0,7% cada) foram as economias que mais cresceram, ao contrário de Chipre (-0,7), Grécia (-0,4%) e Áustria e Finlândia (-0,2% cada), que conheceram as principais quebras no indicador.

 

Em Portugal, o PIB aumentou 0,7% na comparação homóloga e 0,5% na em cadeia.

 

Na comparação com o trimestre anterior, quer na variação homóloga, quer na em cadeia, o gabinete oficial de estatísticas da UE confirma os valores da primeira estimativa para o período entre outubro e dezembro de 2014 e a tendência de crescimento da economia da zona euro e da UE, já verificada no trimestre anterior.

 

Entre julho e setembro de 2014, a economia tinha crescido 0,2% na zona euro e 0,3% nos 28 Estados-membros, na comparação sucessiva e 0,8% e 1,2%, respetivamente, na homóloga.


Lusa

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.