sicnot

Perfil

Economia

Isabel dos Santos pressiona BPI a responder à fusão com o BCP

Isabel dos Santos espera que a administração do BPI se pronuncie em breve sobre a proposta de fusão com o BCP. A angolana, que é dona de quase 19 por cento do BPI, defende que a fusão tem mais mérito que a OPA lançada pelos espanhóis do Caixabank. 

SIC

A empresária desafia ainda o grupo espanhol a dizer se deixa cair a OPA ou se sobe a parada, como sugeriu o BPI. 

Na semana passada, o banco liderado por Fernando Ulrich considerou que o preço oferecido pelo Caixabank é baixo. Esta sexta-feira, a administração do BPI vai voltar a reunir-se e deverá analisar a proposta de fusão feita pela angolana. 




  • Governo recusa comentar fusão BPI/BCP mas diz que interesse de investimento é positivo
    3:10

    Economia

    O ministro da Economia, Pires de Lima, recusa comentar a possível fusão entre o BPI e o BCP. Pires de Lima diz apenas que é positivo perceber que há interesse de investimento no país mas remete a avaliação do negócio para os acionistas. A fusão foi sugerida pela empresária angolana Isabel dos Santos, que garante tratar-se de um caminho melhor que a Operação Pública de Aquisição (OPA) lançada pelo Caixabank. Isabel dos Santos defende que a fusão permitirá criar o maior banco privado nacional.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.