sicnot

Perfil

Economia

CGTP reafirma a urgência de mudar de políticas

CGTP reafirma a urgência de mudar de políticas

A Frente Comum rejeita a ideia de que os funcionários públicos possam ficar mal vistos pelo facto da greve de hoje acontecer a uma sexta-feira, permitindo um fim-de-semana prolongado. A dirigente sindical Ana Avola esteve no arranque da paralisação no hospital São José, em Lisboa, juntamente com Arménio Carlos. O secretário-geral da CGTP reafirma a urgência de mudar de políticas.

  • Hoje há greve na função pública

    Economia

    Os trabalhadores da função pública cumprem hoje um dia de greve e os efeitos da paralisação sentiram-se já nos turnos da madrugada. Os números divulgados pelos sindicatos aponta para uma adesão entre os 80% e os 100%. Os setores mais afetados serão a educação, saúde, justiça e administração local. A greve foi convocada em protesto contra os cortes salariais, o aumento do horário semanal das 35 para as 40 horas, o regime de requalificação, e o congelamento das carreiras.