sicnot

Perfil

Economia

Lisboa recebe hoje protesto nacional contra lei da renda apoiada

O primeiro protesto nacional contra a nova lei da renda apoiada realiza-se hoje, em Lisboa, sendo esperadas cerca de mil pessoas de 30 bairros, estima o Instituto de Apoio aos Bairros Sociais (IBS), que integra a organização.

(SIC/ Arquivo)

(SIC/ Arquivo)

Daniela Serralha, do IBS, disse à agência Lusa serem esperados "cinco autocarros" do Norte do país, enquanto os moradores da zona da Lisboa se deslocarão em meios próprios para participarem primeiro numa marcha entre o Largo do Rato e a Assembleia da República e depois no protesto frente ao Parlamento.

Trata-se do "primeiro encontro nacional de bairros municipais e suas associações, o que será histórico", acrescentou Daniela Serralha.

Na lista de críticas está o cálculo de renda com base nos rendimentos brutos e não líquidos, a falta de obras nos bairros, assim como a desigualdade de tratamento de cidadãos, uma vez que as "rendas não foram aumentadas no mercado livre (face ao período transitório de cinco anos que impõe vários travões nas subidas)".

A nova lei entrou em vigor no início do mês.

O início do protesto está previsto para as 14:00.

Lusa
  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.