sicnot

Perfil

Economia

Diretor-geral demissionário admite que lista VIP foi estudada

Diretor-geral demissionário admite que lista VIP foi estudada

Afinal, a polémica lista VIP não era apenas imaginação e já fez uma baixa: o diretor-geral da Autoridade Tributária demitiu-se esta quarta-feira. Na carta de demissão, Brigas Afonso admite que a medida foi estudada mas insiste que nunca chegou a sair do papel. Tudo isto no dia em que a revista Visão revela as gravações onde um alto funcionário do Fisco diz que a lista existe e foi utilizada.

  • Alegada lista VIP de contribuintes já provocou uma demissão

    Economia

    A existência ou não de uma lista VIP de contribuintes começou por ser falado a 11 de março num debate quinzenal no parlamento e em poucos dias foram diversas as notícias em torno do caso, que motivou já uma demissão na Autoridade Tributária (AT). O diretor-geral da AT, António Brigas Afonso, demitiu-se esta quarta-feira, e o primeiro-ministro veio já dizer que o responsável "fez bem" em apresentar a demissão, manifestando ainda que mantém a confiança política no secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio.

  • Quem é Elon Musk?
    9:42
  • "Bashar Al-Assad continua a fazer tudo o que quer contra o seu próprio povo"
    0:48
  • A história da neta de um dos mais cruéis comandantes da II Guerra Mundial
    3:20