sicnot

Perfil

Economia

Pacheco de Melo renuncia ao cargo de administrador na PT SGPS

Luís Pacheco de Melo renunciou ao cargo de administrador na PT SGPS. A decisão foi esta quarta-feira comunicada à CMVM pela empresa.

Pacheco de Melo, o número 2 de Henrique Granadeiro, já tinha saído da área financeira, na sequência do polémico investimento da PT na Rioforte.

Pacheco de Melo, o número 2 de Henrique Granadeiro, já tinha saído da área financeira, na sequência do polémico investimento da PT na Rioforte.

Lusa

Pacheco de Melo, o número 2 de Henrique Granadeiro, já tinha saído da área financeira, na sequência do polémico investimento da PT na Rioforte. Uma aplicação de quase 900 milhões de euros, em papel comercial, da "holding" do Grupo Espírito Santo, que acabou por ditar a venda da empresa aos franceses da Altice.
  • Ex-administrador da PT SGPS diz que Bava propôs favorecimentos e contraria Granadeiro
    2:37

    Economia

    A relação entre o Grupo Espírito Santo (GES) e a Portugal Telecom (PT) pode ter ficado mais clara após a audição de um antigo administrador financeiro da PT, na comissão parlamentar de inquérito ao Banco Espírito Santo (BES). Pacheco de Melo falou de uma ocasião em que o então presidente executivo Zeinal Bava propôs favorecimentos e contrariou o ex- presidente do Conselho de Administração Henrique Granadeiro sobre o investimento ruinoso de 900 milhões de euros, no qual diz ter sido enganado pela família Espírito Santo.

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.