sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal ainda não decidiu quando sobe juros, diz Janet Yellen

O banco central norte-americano ainda não decidiu quando subirá as taxas de juro, apesar de ter deixado de dizer que mostra "paciência" antes de tomar essa decisão, declarou esta quarta-feira a presidente da Reserva Federal (Fed), Janet Yellen.

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

© Joshua Roberts / Reuters

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

Apesar de "considerarmos que é improvável que as condições económicas reclamem um aumento das taxas na reunião de abril, esse aumento pode ser necessário numa das reuniões seguintes, conforme a evolução da economia", precisou.

O comité de política monetária da Fed reúne-se a 28 e 29 de abril e depois a 16 e 17 de junho.

Hoje, a Fed manteve a sua taxa diretora inalterada e indicou que considera "improvável" um aumento na reunião de abril.

"O simples facto de termos retirado a palavra "paciência" do comunicado não significa que vamos ser impacientes", disse Yellen, sem excluir um aumento dos juros nas próximas reuniões.

"Não podemos dar certezas porque a evolução da economia é incerta", acrescentou.

O calendário da Fed vai depender das informações que receba sobre a economia norte-americana e, em particular, sobre a taxa de desemprego e de inflação.

No comunicado divulgado após os dois dias de reunião do comité de política monetária, o banco central dos Estados Unidos assinala que o crescimento económico abrandou um pouco.
Lusa
  • Cavaco apela ao voto contra a eutanásia
    1:09

    País

    A eutanásia será discutida no Parlamento na terça-feira e os deputados do PS e PSD terão liberdade de voto. O PCP e CDS já se anteciparam e garantem que vão votar contra. Cavaco Silva é outra voz crítica em relação a esta questão. O ex-Presidente da República diz que é a decisão mais grave que os deputados podem tomar e apela que nas legislativas de 2019 não se vote nos partidos que forem a favor da morte medicamente assistida.

  • Papa terá pedido a bispos que rejeitem seminaristas homossexuais
    1:15
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC

  • Moradores de Lake Worth recebem alerta para invasão de mortos-vivos

    Mundo

    E se de repente recebesse uma mensagem que alertava que a sua cidade estava a ser atacada por mortos-vivos? Foi o que aconteceu com os moradores da cidade norte-americana de Lake Worth, que foram surpreendidos durante a madrugada por uma mensagem de emergência dos serviços estatais, que os avisava de "atividade extrema de mortos-vivos".

    SIC