sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal ainda não decidiu quando sobe juros, diz Janet Yellen

O banco central norte-americano ainda não decidiu quando subirá as taxas de juro, apesar de ter deixado de dizer que mostra "paciência" antes de tomar essa decisão, declarou esta quarta-feira a presidente da Reserva Federal (Fed), Janet Yellen.

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

© Joshua Roberts / Reuters

"A modificação da nossa mensagem de orientação não deve ser interpretada como sendo factual que decidimos o calendário de subida", afirmou Yellen, numa conferência de imprensa em Washington.

Apesar de "considerarmos que é improvável que as condições económicas reclamem um aumento das taxas na reunião de abril, esse aumento pode ser necessário numa das reuniões seguintes, conforme a evolução da economia", precisou.

O comité de política monetária da Fed reúne-se a 28 e 29 de abril e depois a 16 e 17 de junho.

Hoje, a Fed manteve a sua taxa diretora inalterada e indicou que considera "improvável" um aumento na reunião de abril.

"O simples facto de termos retirado a palavra "paciência" do comunicado não significa que vamos ser impacientes", disse Yellen, sem excluir um aumento dos juros nas próximas reuniões.

"Não podemos dar certezas porque a evolução da economia é incerta", acrescentou.

O calendário da Fed vai depender das informações que receba sobre a economia norte-americana e, em particular, sobre a taxa de desemprego e de inflação.

No comunicado divulgado após os dois dias de reunião do comité de política monetária, o banco central dos Estados Unidos assinala que o crescimento económico abrandou um pouco.
Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51