sicnot

Perfil

Economia

Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos exige demissão de Paulo Núncio

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) voltou esta quinta-feira a exigir a demissão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais na sequência da 'lista VIP', afirmando que o governante "não tem capacidade" para controlar a máquina fiscal.

"Se o secretário de Estado [Paulo Núncio] não sabia - e o gabinete dele está a 300 metros do gabinete do diretor-geral da Autoridade Tributária [AT] - não tem capacidade para controlar a máquina aduaneira. Se sabia é incompetente, e então também não deve estar no cargo", afirmou Paulo Ralha. (Arquivo)

"Se o secretário de Estado [Paulo Núncio] não sabia - e o gabinete dele está a 300 metros do gabinete do diretor-geral da Autoridade Tributária [AT] - não tem capacidade para controlar a máquina aduaneira. Se sabia é incompetente, e então também não deve estar no cargo", afirmou Paulo Ralha. (Arquivo)

Lusa

"Se o secretário de Estado [Paulo Núncio] não sabia - e o gabinete dele está a 300 metros do gabinete do diretor-geral da Autoridade Tributária [AT] - não tem capacidade para controlar a máquina aduaneira. Se sabia é incompetente, e então também não deve estar no cargo", afirmou hoje Paulo Ralha.

O presidente do STI está a ser ouvido na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública esta tarde sobre a alegada 'lista VIP' de contribuintes na AT (mediáticos, da área política, financeira e económica), a cujo cadastro terá sido aplicado um filtro que permitiria detetar quem lhe acedia. 

Admitindo não ter "nada de concreto, de palpável ou de factual" sobre a participação do secretário de Estado na criação da lista, Paulo Ralha garantiu que ela é "indicada por Paulo Núncio ao responsável da segurança informática [José Manuel Morujão Oliveira]", segundo informações fornecidas por trabalhadores da AT.

"Não há ninguém em nenhuma administração pública neste país que implemente uma prática deste tipo sem haver conhecimento político, porque mais uma vez caímos ou na incompetência ou na conivência", afirmou Paulo Ralha.

O sindicalista considerou que "esta matéria é grave de mais" e que, sendo que os "dirigentes da casa [AT] sabiam das implicações legais" da implementação da lista, "nunca o fariam por sua livre implementação". 
Lusa
  • Paulo Núncio foi o autor da lista VIP, diz Sindicato dos Impostos
    2:16

    Economia

    O Sindicato dos Impostos volta a pedir a demissão do secretário de Estado, alegando que Paulo Núncio foi o autor da lista. Mas para já estão a cair apenas figuras consideradas de segundo pano. Depois de António Brigas Afonso, demitiu-se esta manhã o subdiretor geral da justiça tributária e aduaneira. José Maria Pires era o responsável pela área de segurança informática e terá sido ele a sugerir a criação da lista VIP de contribuintes.

  • "Todos têm medo", diz inspetora do fisco sobre lista VIP
    3:57

    Economia

    A existência da lista VIP de contribuintes foi confirmado numa acção de formação do fisco como provam as gravações que já são públicas. Uma das funcionárias, que participou nessa acção, aceitou agora falar com a SIC e explicar como tudo funciona. Confirma que os funcionarios do fisco têm medo de consultar os dados de alguns contribuintes.

  • Eu defendo uma lista VIP do fisco

    António José Teixeira

    Há um enigma que envolve a paixão dos humanos por listas. Listas imperdíveis de favoritos de tudo, de livros, filmes, dos melhores, dos piores. Gostamos de listas. De ordenar, seleccionar, catalogar, incluir, excluir. Estar, ou não estar, na lista, faz toda a diferença. Fica-se dentro, por dentro, ou à margem, de fora. Há listas no fisco? «Lista de contribuintes VIP»? «Bolsa VIP»? Ou «pacote VIP»? Foi a pergunta das últimas semanas. A dúvida pairou ao ritmo das mais convictas negações. 

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.