sicnot

Perfil

Economia

Conselho Europeu termina hoje com debate sobre situação económica

Os líderes europeus discutem hoje em Bruxelas a situação económica da União Europeia e a crise na Líbia, no segundo e último dia do Conselho Europeu.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

Lusa

Na quinta-feira, os chefes de Estado e de Governo comprometeram-se em construir a União Energética e na manutenção das sanções económicas à Rússia até à completa implementação dos acordos de paz na Ucrânia, mas foi a situação da Grécia que dominou as atenções com uma minicimeira que entrou pela madrugada dentro, entre o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e alguns dos líderes europeus, e que terminou com a Grécia a comprometer-se a apresentar reformas específicas.

Já hoje, o Conselho Europeu discutirá a situação económica da União Europeia, as reformas estruturais que os Estados-membros devem executar e também o Acordo Transatlântico de Comércio Livre (TTIP na sigla em inglês) que está a ser negociado com os Estados Unidos.

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, estará presente no encontro.

A crise na Líbia também será abordada pelos líderes europeus, tendo em conta que o empenho da UE em encontrar uma solução política que permita estabilizar aquele país, assim como a situação da Tunísia, após o ataque terrorista a um museu em Tunes.

Portugal está representado nesta cimeira pelo primeiro-ministro, Passos Coelho.


Lusa
  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.