sicnot

Perfil

Economia

Varoufakis quer Atenas e Berlim a olhar em conjunto no redesenhar da Europa

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, escreveu hoje um texto no seu blog onde pede uma visão conjunta de Atenas e Berlim no "redesenhar" de uma Europa de "prosperidade partilhada".

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Olhando para o futuro, e para além de tensões atuais, a nossa tarefa conjunta é redesenhar a Europa de modo a que os alemães e gregos, em conjunto com todos os europeus, possam reimaginar a nossa união monetária como um reino de prosperidade partilhada", vincou o ministro na sua página na Internet (yanisvaroufakis.eu).

Varoufakis diz também que se deve acabar com o "jogo tóxico de culpas" que apenas beneficia "os inimigos da Europa", e advogou que é do "interesse comum" de Atenas e Berlim "crescer e reformar a Grécia rapidamente".

O primeiro-ministro da Grécia recusou hoje medidas de austeridade adicionais e disse que os parceiros europeus concordaram que não cabe a este Governo executar reformas acordadas pelo anterior executivo mas elaborar as suas próprias. 

Segundo Alexis Tsipras, na minicimeira de quinta-feira à noite em Bruxelas com alguns líderes europeus, entre os quais a chanceler alemã Angela Merkel, questionou-os "diretamente" sobre se esperavam que o seu Governo concluísse a quinta avaliação do programa de resgate e que implementasse medidas que o anterior Governo não conseguiu e, acrescentou: "A resposta foi não".

Por isso, disse o primeiro-ministro grego, o acordado foi que não cabe ao atual Governo executar medidas acordadas no passado (entre estas estão o aumento do IVA dos hotéis, congelamento das pensões e reforma do mercado laborar), tendo a soberania de elaborar as suas próprias reformas que tenham um "resultado orçamental positivo".

"Não haverá quaisquer medidas de austeridade adicionais", garantiu Tsipras.







Lusa
  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.