sicnot

Perfil

Economia

Alexis Tsipras e Angela Merkel reúnem-se hoje em Berlim

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e a chanceler alemã, Angela Merkel, reúnem-se hoje em Berlim naquele que será o primeiro encontro bilateral entre os dois países, quando a Grécia prepara lista de reformas a implementar. 

Reuters

Em comunicado, o Governo grego anunciou que os líderes vão abordar "as relações bilaterais e as grandes questões europeias", reconhecendo que na longa sessão de trabalho, que inclui um jantar, poderão ser abordados os problemas urgentes de liquidez da Grécia e as reformas que terão que ser implementadas. 

Na quinta-feira, Atenas comprometeu-se a elaborar uma lista de reformas concretas para entregar "nos próximos dias" aos líderes europeus, medidas que permitam à Grécia obter fundos pendentes do segundo resgate. 

Esse acordo foi firmado na quinta-feira numa 'minicimeira' sobre a Grécia realizada em Bruxelas, à margem de um Conselho Europeu, uma reunião que se prolongou durante cerca de três horas e meia. 

No final, Angela Merkel afirmou que o encontro teve lugar num espírito de "confiança mútua", tendo ficado bem claro que "nada mudou" relativamente ao compromisso alcançado no Eurogrupo de 20 de fevereiro passado sobre o prolongamento da assistência à Grécia. 

Entretanto, os presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciaram que a União Europeia colocou à disposição da Grécia dois mil milhões de euros provenientes de fundos europeus não utilizados, que não servirão para socorrer as necessidades de tesouraria da Grécia, mas para "reforçar os esforços para o crescimento e a coesão social", sobretudo para fazer face ao elevado desemprego entre os jovens. 

Em comunicado, Alexis Tsipras vincou que não vai à reunião "empurrado" pelas negociações, mas para que "as duas partes" discutam as relações bilaterais e as grandes questões europeias, adiantando que não é "momento para festejos, mas de trabalho duro". 

O porta-voz helénico destacou que o Executivo negoceia, mas "governa ao mesmo tempo", referindo-se à aprovação de legislação contra a crise humanitária e simplificação do pagamento das dívidas fiscais e da Segurança Social. 

Sobre as propostas de reformas que terá que apresentar aos parceiros europeus, Tsipras destacou que algumas já estão em marcha para "conduzir o país à normalidade e para recuperar os anos perdidos". 

"Temos uma oportunidade única para fazer a mudança que os Governo anteriores não fizeram, ou por terem compromissos com interesses ou por falta de apoio popular", considerou. 



  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.