sicnot

Perfil

Economia

Estado pagou à 'troika' juros de mais de 280 milhões até fevereiro

O Estado pagou à 'troika' 287,3 milhões de euros em juros até fevereiro relativos ao empréstimo no âmbito do resgate internacional, segundo números oficiais hoje divulgados pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

De acordo com a DGO, Portugal pagou 287,3 milhões de euros em juros aos credores internacionais (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu), o que representa um aumento homólogo de 34,1%, uma vez que no mesmo período de 2014 o Estado desembolsou 214,3 milhões de euros em juros.

Considerando toda a dívida direta do Estado, a despesa com juros e encargos aumentou 50,5% nos dois primeiros meses de 2015 e em termos homólogos, atingindo os 1.066,7 milhões de euros no final de fevereiro.

A DGO justifica esta variação com o facto de "grande parte das emissões de Obrigações do Tesouro realizadas nos últimos 12 meses dar lugar ao pagamento de juros em fevereiro", bem como com "o aumento de juros pagos ao FMI, decorrente do aumento do prémio que entrou em vigor em maio de 2014, da depreciação do euro e do pagamento de juros associados aos desembolsos recebidos em fevereiro e abril de 2014".










Lusa
  • Fogo reaproxima-se do Parque Empresarial de Proença-a-Nova

    País

    Um reacendimento próximo do Parque Empresarial de Proença-a-Nova (PEPA) é esta quarta-feira à tarde a situação mais complicada do fogo que lavra no concelho e no local já estão concentrados meios de combate, disse à Lusa o presidente da Câmara.

  • Sócrates diz que Direita quis impedi-lo de candidatura presidencial

    País

    O ex-primeiro-ministro José Sócrates reiterou esta quarta-feira, em declarações aos correspondentes estrangeiros em Portugal, que o processo judicial em que está envolvido resulta de uma campanha orquestrada pela direita para evitar a sua candidatura a Presidente da República.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Trump proíbe transgéneros no exército norte-americano

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quarta-feira que as pessoas transgénero não podem servir no exército dos Estados Unidos, justificando a decisão com os "custos médicos enormes" e as perturbações que tal situação envolve.

  • Oposição tenta travar eleição da nova Assembleia Constituinte na Venezuela
    2:14