sicnot

Perfil

Economia

Administrações públicas com défice de quase 240 milhões em fevereiro

O saldo das administrações públicas registou um défice de 239,8 milhões de euros até fevereiro em contas públicas, segundo divulgou hoje a Direção-Geral de Orçamento (DGO).

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

De acordo com a síntese de execução orçamental de fevereiro divulgada hoje pela Direção-Geral de Orçamento (DGO), as administrações públicas registaram em fevereiro um défice de 239,8 milhões de euros em contabilidade pública (na ótica dos recebimentos e pagamentos).

No entanto, considerando o universo comparável, ou seja, excluindo as Entidades Públicas Reclassificadas (EPR), o défice até fevereiro foi superior, fixando-se em 376,7 milhões de euros, mais 349,8 milhões do que o saldo negativo verificado no mesmo período de 2014 (-26,9 milhões de euros).

Até fevereiro, a despesa efetiva das administrações públicas atingiu os 12.209,7 milhões de euros e a receita total fixou-se nos 11.969,9 milhões de euros.

No período comparável, excluindo as novas EPR, a despesa aumentou 379 milhões de euros para os 12.223,3 milhões, e a receita subiu 29,1 milhões de euros para os 11.846,6 milhões de euros.

Por outro lado, o saldo primário das administrações públicas até fevereiro foi positivo, fixando-se em 929,7 milhões de euros, sendo que, no universo comparável, foi inferior, atingindo 772,8 milhões de euros (menos 19,8 milhões do que nos primeiros dois meses de 2014).

Segundo a DGO, "os saldos global e primário da Administração Central e da Segurança Social até fevereiro ascenderam a -285 milhões de euros e a +855,7 milhões de euros, respetivamente".

Considerando o universo comparável, o défice global teria aumentado de 46,9 milhões de euros para 410 milhões e o excedente primário teria aumentado de 708,1 milhões para 712,9 milhões entre fevereiro do ano passado e o mesmo mês de 2015.

Na Administração Central e Segurança Social, a despesa aumentou 3,8% em resultado "do acréscimo da despesa com juros e outros encargos decorrentes da dívida e dos encargos suportados pelo Estado com as concessões de infraestruturas rodoviárias", indica a instituição liderada por Manuela Proença.

Já no que respeita à receita, verifica-se um acréscimo de 0,6%, "justificado sobretudo pela evolução da receita fiscal (+1,9%)".






Lusa
  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42