sicnot

Perfil

Economia

CMVM averigua cerca de 80 investidores que venderam ações

O presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Carlos Tavares, disse hoje no parlamento que foram abertos processos de investigação preliminares "a cerca de 80 investidores que realizaram vendas expressivas" de ações do BES.

lusa

A ser ouvido desde cerca das 09:00 na comissão de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES), naquela que é a sua segunda presença perante os deputados, Carlos Tavares abordou a última semana do BES em bolsa, antes da aplicação da medida de resolução.

"Foram Identificados praticamente todos os comitentes das operações realizadas", vincou, acrescentando que "foram abertos processos de averiguações preliminares a cerca de 80 investidores que realizaram vendas expressivas de ações ou instrumentos relacionados".

De acordo com o responsável, as averiguações prendem-se com investidores institucionais, maioritariamente estrangeiros, particulares, sobretudo portugueses, pessoas com ligação ao BES e sociedades 'offshore'.

"A análise incidiu também sobre ações da Espírito Santo Financial Group (ESFG), tendo-se registado também a abertura de processos de investigação preliminares", assinalou ainda Carlos Tavares.

Em causa poderá estar acesso a informação privilegiada que terá motivado vendas em grande volume de ações do BES e da ESFG.

No que refere a conclusões preliminares, o presidente da CMVM reconheceu que "não se pode excluir a possibilidade de haver lugar a algumas participações ao Ministério Público".

A comissão de inquérito teve a primeira audição a 17 de novembro passado e hoje, para além de Carlos Tavares, será ainda ouvido o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

A última audição prevista para a comissão de inquérito é a da ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, que prestará novo depoimento perante os deputados na quarta-feira.

Os trabalhos dos parlamentares têm por objetivo "apurar as práticas da anterior gestão do BES, o papel dos auditores externos e as relações entre o BES e o conjunto de entidades integrantes do universo do GES, designadamente os métodos e veículos utilizados pelo BES para financiar essas entidades".



  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.