sicnot

Perfil

Economia

Governador do banco central grego afasta todos os cenários de saída da Zona Euro

O governador do banco central grego afastou hoje qualquer cenário de saída da Grécia da Zona Euro, acrescentando que Atenas está em vias de chegar a um acordo sobre o seu plano de intervenção. 

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Um Grexit (contração de Grécia e Exit, que pretende designar a hipótese de o país sair da Zona Euro) não é opção para a Grécia, não é opção para a Zona Euro. Isso não vai acontecer", insistiu esta noite Yannis Stournaras, ao fazer uma conferência na London School of Economics (LSE).

O dirigente do banco central grego acrescentou que a competitividade da economia do país tinha melhorado nos últimos cinco anos e que uma saída da Zona Euro "não traria qualquer vantagem, mas antes sofrimento". 

Disse também que o novo governo grego está "próximo de um acordo" com os parceiros europeus. Acrescentou que tal acordo permitirá evitar um terceiro pacote de assistência ao país. 

"Se a Grécia chegar rapidamente a um acordo com os seus parceiros, então os fundos de que dispomos são suficientes para garantir uma almofada até acedermos aos mercados financeiros", disse durante a conferência. 

Estas declarações ocorrem algumas horas depois de o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, se felicitar, ao início da tarde, do regresso a "um processo normal" nas negociações entre Atenas e a União Europeia sobre a assistência financeira à Grécia, o que abre, na sua perspetiva, a via a uma resolução "favorável" às duas partes. 

"Tenho de reconhecer que estava muito pessimista nas últimas semanas, porque não havia progressos, mas regressámos a um processo normal", afirmou Juncker, ao falar durante uma sessão plenária do Parlamento Europeu, em Bruxelas. 

A Grécia e os seus parceiros europeus, em particular a Alemanha, têm-se empenhado, desde a cimeira europeia de 19 e 20 março, em renovar o diálogo, após semanas de braço-de-ferro que fizeram surgir a ameaça de uma saída da Grécia da Zona Euro. 

Mas, no fundo, os credores do país, com a Alemanha à cabeça, continuam à espera de compromissos com mudanças concretas para desbloquearem uma última fatia, de 7,2 mil milhões de euros, dos 240 mil milhões que já foram aprovados desde 2010.

Lusa
  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • Homem e cão resgatados das águas na Andaluzia
    0:32