sicnot

Perfil

Economia

Alemanha vai precisar de meio milhão de imigrantes por ano

A economia alemã vai precisar de mais de meio milhão de imigrantes por ano para satisfazer as necessidades de mão-de-obra, de acordo com um estudo do Instituto do Mercado laboral pedido pela Fundação Bertelsmann.

© Michaela Rehle / Reuters

Os números da imigração devem atingir anualmente as 533 mil pessoas para que sejam colmatadas as necessidades provocadas pela reforma dos trabalhadores alemães nascidos nas décadas de 1950 e 1960.

Em 2014, a Alemanha aproximou-se do número pretendido, pois recebeu 470 mil pessoas, mas nos últimos 60 anos a média anual de imigrantes não ultrapassou os 200 mil anuais.

O estudo alemão calcula que, sem imigração, o número de pessoas com idade para trabalhar registe até 2050 uma baixa de 36 por cento, o que significa um decréscimo de 29 milhões de pessoas dos 45 milhões que se encontram no ativo atualmente.

As falhas de mão-de-obra, segundo a mesma investigação, não se podem resolver apenas com o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho, nem sequer com o aumento da idade da reforma.

O estudo sublinha que mesmo que o número de mulheres venha a ser igual ao dos homens no mercado de trabalho e que a idade de reforma venha a ser dilatada para os 70 anos, o aumento só atingiria os 4,4 milhões de pessoas com idade para trabalhar em 2050.

A redução da população em toda a Europa e a recuperação económica em países afetados pela crise fazem com que venha a diminuir a probabilidade de novos imigrantes oriundos de outros países europeus interessados no mercado de trabalho alemão.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.