sicnot

Perfil

Economia

Taxa de desemprego sobe para 14,1% em fevereiro

A taxa de desemprego em Portugal subiu para 14,1% em fevereiro de 2015, face aos 13,8% no mês anterior, revelou hoje o INE. Em termos homólogos, ou seja, comparada com fevereiro do ano passado, a taxa de desemprego caiu 0,8 pontos percentuais.

O Governo está disposto a dar um apoio financeiro igual a metade do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), o que corresponde a 219,61 euros, durante quatro meses, aos desempregados que aceitem empregos de curta duração a mais de 100 quilómetros da sua residência. (Arquivo)

O Governo está disposto a dar um apoio financeiro igual a metade do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), o que corresponde a 219,61 euros, durante quatro meses, aos desempregados que aceitem empregos de curta duração a mais de 100 quilómetros da sua residência. (Arquivo)

LUSA

No documento hoje divulgado, o INE reviu em alta a taxa de desemprego para janeiro, que passou de 13,3%, conforme foi divulgado no primeiro mês de 2015, para 13,8%, segundo os dados de hoje.

Em fevereiro, cerca de 719,6 mil pessoas estavam desempregadas, mais 11,7 mil (ou aumento de 1,7%) do que em janeiro, segundo a estimativa do INE.

A população empregada era de 4.399,9 mil pessoas, menos 11,1 mil pessoas (ou menos 0,3%) do que em janeiro. 

A população empregada diminuiu para os adultos, de entre 25 a 74 anos (0,3%; 12,2 mil), e para os homens (0,5%; 10,8 mil), mas manteve-se praticamente inalterada para as mulheres. Já para os jovens (15 a 24 anos) aumentou 0,4% ou 1,1 mil.

A taxa de emprego situou-se em 56,1%, tendo diminuído 0,2 pontos percentuais face ao mês anterior.

A taxa de emprego dos homens (59,6%) excedeu a das mulheres (52,9%) em 6,7 pontos percentuais, tendo a primeira caído 0,3 pontos percentuais face ao mês anterior, enquanto a segunda não se alterou.

A taxa de emprego dos adultos foi 61,7% e a dos jovens foi 22,4%, sendo que a primeira diminuiu 0,1 pontos percentuais e a segunda aumentou 0,1 pontos percentuais.

A população desempregada, estimada em 719,6 mil pessoas, aumentou 1,7% face a janeiro (11,7 mil pessoas), e para todos os grupos analisados: adultos (1,3%; 7,8 mil), homens (2,1%; 7,4 mil), mulheres (1,2%; 4,3 mil) e jovens (3,0%; 3,9 mil).

A taxa de desemprego situou-se em 14,1%, tendo aumentado 0,3 pontos percentuais, em relação ao mês anterior, para o que contribuiu o acréscimo da população desempregada e o decréscimo da população empregada.

A taxa de desemprego das mulheres (14,3%) excedeu a dos homens (13,8%) em 0,5 pontos percentuais, mais 0,2 pontos percentuais no primeiro caso e mais 0,3 pontos percentuais no segundo. 

A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 35%, aumentando 0,5 pontos percentuais em relação a janeiro e a taxa de desemprego dos adultos situou-se em 12,4%, aumentando 0,2 pontos percentuais.

Para estas estimativas foi considerada a população dos 15 aos 74 anos e os valores foram previamente ajustados de sazonalidade.

A taxa de desemprego não ajustada de sazonalidade foi 14,5%, tendo aumentado 0,4 pontos percentuais face a janeiro e diminuído 0,8 pontos percentuais relativamente a fevereiro de 2014.




Com Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.