sicnot

Perfil

Economia

Paul Krugman refere-se à morte de José Silva Lopes como uma triste notícia

"Tristes notícias", foi assim que o economista norte-americano e prémio Nobel da Economia Paul Krugman começou um texto, que colocou no seu blogue, sobre a morte de José da Silva Lopes. 

© Brendan McDermid / Reuters

"Conheci Silva Lopes em 1976, quando integrei um grupo de estudantes do MIT, que passou o verão a trabalhar no Banco de Portugal, do qual era governador na altura", recorda Krugman.

"Trabalhar com Silva Lopes foi um dos principais acontecimentos" da estada em Portugal, acrescentou. 

No seu texto, que intitulou "José da Silva Lopes RIP" (iniciais de "Descanse em Paz", em inglês e latim), Krugman descreve Silva Lopes como "um economista e governante português que desempenhou um papel crucial na condução do seu país para a comunidade da Europa democrática". 

Vista a estadia em 1976 com os olhos de agora, Krugman admite que então Silva Lopes deve ter ficado "horrorizado ao tentar lidar com estudantes grosseiros, ao mesmo tempo que procurava enfrentar o caos de um sistema político instável, que o continua a ser, mas mostrando um bom humor e uma inteligência inesgotável". 

Depois de recordar vários episódios divertidos, passados com Silva Lopes em 1976, Krugman confessa ter-se sentido "honrado e encantado" por o ter revisto quando foi doutorado por três universidades lisboetas, em 2012, altura em que ouviu o seu discurso: "Se o lerem, verão que foi tão profundo, e bem-humorado, como sempre".

O Prémio Nobel considerou que "o mundo perdeu um grande, bom e incrivelmente amável homem". 

Ministro das Finanças, governador do Banco de Portugal, administrador do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BERD), representante de Portugal junto do Banco Mundial ou presidente do Conselho Económico e Social foram alguns dos cargos desempenhados por Silva Lopes.




Lusa
  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.