sicnot

Perfil

Economia

Paul Krugman refere-se à morte de José Silva Lopes como uma triste notícia

"Tristes notícias", foi assim que o economista norte-americano e prémio Nobel da Economia Paul Krugman começou um texto, que colocou no seu blogue, sobre a morte de José da Silva Lopes. 

© Brendan McDermid / Reuters

"Conheci Silva Lopes em 1976, quando integrei um grupo de estudantes do MIT, que passou o verão a trabalhar no Banco de Portugal, do qual era governador na altura", recorda Krugman.

"Trabalhar com Silva Lopes foi um dos principais acontecimentos" da estada em Portugal, acrescentou. 

No seu texto, que intitulou "José da Silva Lopes RIP" (iniciais de "Descanse em Paz", em inglês e latim), Krugman descreve Silva Lopes como "um economista e governante português que desempenhou um papel crucial na condução do seu país para a comunidade da Europa democrática". 

Vista a estadia em 1976 com os olhos de agora, Krugman admite que então Silva Lopes deve ter ficado "horrorizado ao tentar lidar com estudantes grosseiros, ao mesmo tempo que procurava enfrentar o caos de um sistema político instável, que o continua a ser, mas mostrando um bom humor e uma inteligência inesgotável". 

Depois de recordar vários episódios divertidos, passados com Silva Lopes em 1976, Krugman confessa ter-se sentido "honrado e encantado" por o ter revisto quando foi doutorado por três universidades lisboetas, em 2012, altura em que ouviu o seu discurso: "Se o lerem, verão que foi tão profundo, e bem-humorado, como sempre".

O Prémio Nobel considerou que "o mundo perdeu um grande, bom e incrivelmente amável homem". 

Ministro das Finanças, governador do Banco de Portugal, administrador do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BERD), representante de Portugal junto do Banco Mundial ou presidente do Conselho Económico e Social foram alguns dos cargos desempenhados por Silva Lopes.




Lusa
  • Ricardo Salgado constituído arguido no processo EDP

    País

    Ricardo Salgado foi constituído arguido no processo EDP. Uma notícia confirmada pela defesa do antigo banqueiro. A defesa de Ricardo Salgado diz ser falsa e despropositada a tese do Ministério Público e nega que o banqueiro tenha participado num suposto ato de corrupção em benefício do GES e da EDP.

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • O projeto pioneiro que apoia crianças com doenças incuráveis
    3:30

    País

    A única unidade de cuidados paliativos pediátricos do país situa-se em São Mamede de Infesta. Inaugurado há quase dois anos, pelo Kastelo, há passaram 68 crianças com doenças incuráveis. A instituição lançou agora uma campanha de donativos para construir um parque aquático.