sicnot

Perfil

Economia

Marcha contra a privatização de empresas de transporte dia 22

 Os trabalhadores da Carris, do Metropolitano de Lisboa, da Transtejo e da Soflusa realizam a 22 de abril, em Lisboa, uma marcha "contra a privatização" daquelas quatro empresas de transportes, foi hoje anunciado.

A marcha foi definida hoje num encontro de representantes dos trabalhadores das quatro empresas, realizado em Lisboa e aberto à participação de comissões de reformados, autarquias e movimentos de utentes e cidadãos, refere a Federação do Sindicato dos Transportes e Comunicações (Fectrans), num comunicado hoje divulgado.

Os trabalhadores do Metro de Lisboa e da rodoviária Carris marcaram greves de 24 horas para sexta-feira, contra a subconcessão das empresas, que está em concurso.

O Governo já anunciou também a intenção de concessionar a privados o serviço de transportes fluviais no Tejo da Transtejo e da Soflusa.

   A marca do dia 22, marcada para as 10:00, terá início no Cais do Sodré e os trabalhadores convidam "as autarquias da região [de Lisboa] e, em particular, os seus presidentes, as comissões de utentes e todas as entidades e pessoas que se identifiquem com defesa de um serviço público de transportes e que se oponham à privatização destas empresas" a participar.

De acordo com a Fectrans, no encontro de hoje esteve presente o presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, bem como representantes das câmaras de Almada e do Barreiro. 

Além disso, participaram elementos da Comissão de Reformados do Metro, do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos, do Movimento Não TAP os Olhos, do movimento de Resistência à Troika e do SNPVAC -- Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil.

No encontro, os representantes dos trabalhadores decidiram também "realizar uma exposição ao Tribunal de Contas (acompanhada de um pedido para uma audiência urgente) e tornar público o conteúdo dessa exposição de denúncia dos mecanismos da parceria público-privada", bem como "lançar uma petição pública contra a privatização do Metro e da Carris, bem como de qualquer decisão nesse sentido que venha a ser tomada para a Transtejo e Soflusa".








Lusa
  • Quatro pessoas assassinadas em Barcelos

    País

    Quatro pessoas, entre elas uma grávida, foram assassinadas hoje em Tamel, no concelho de Barcelos. As vítimas terão sido esfaqueadas e o suspeito já se entregou.

    Em desenvolvimento

  • Défice de 2016 fica nos 2,1%

    Economia

    O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB em 2016, em linha com o previsto pelo Governo. É o valor mais baixo em democracia. Está aberto o caminho ao fim do Procedimento por Défices Excessivos.

    Em desenvolvimento

  • Libertado o ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak

    Mundo

    O ex-Presidente egípcio foi libertado hoje, depois de ter sido absolvido por um tribunal de recurso, no início deste mês. Hosni Mubarak estava agora confinado a um hospital militar. O antigo chefe de Estado tinha sido condenado em 2012 pela morte de manifestantes nos protestos da Primavera Árabe.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.