sicnot

Perfil

Economia

Títulos da dívida espanhola a seis meses registam pela primeira vez juros negativos

Espanha conseguiu pela primeira vez uma taxa de juro negativa na emissão de dívida a 6 meses. O leilão de 725 milhões de euros do Tesouro espanhol decorreu esta terça-feira.

O Governo espanhol conseguiu assim mais de 4600 milhões de euros a taxas de juro muito reduzidas. A compra de ativos do Banco Central Europeu pode estar a beneficiar estas emissões do Tesouro espanhol.

O Governo espanhol conseguiu assim mais de 4600 milhões de euros a taxas de juro muito reduzidas. A compra de ativos do Banco Central Europeu pode estar a beneficiar estas emissões do Tesouro espanhol.

© Susana Vera / Reuters

Os juros da dívida a 12 meses registaram também valores muito próximos de 0%.

O Governo espanhol conseguiu assim mais de 4600 milhões de euros a taxas de juro muito reduzidas. A compra de ativos do Banco Central Europeu pode estar a beneficiar estas emissões do Tesouro espanhol.

A procura dos investidores foi quase 5 vezes superior à oferta.

Esta quinta-feira, Espanha volta aos mercados, com emissões de dívida a 10 e a 30 anos.
  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50