sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida portuguesa descem a dois, cinco e dez anos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair em todos os prazos, uma tendência que se estende à Irlanda e Itália mas que a Grécia não acompanha.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

Francisco Seco/AP

Hoje, cerca das 09:30 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos caíam para 1,601%, contra 1,631% na terça-feira. O atual mínimo de sempre é 1,560% e foi registado a 13 de março.

 

Os juros na maturidade dos cinco anos estavam igualmente a cair, para 0,773%, contra 0,808% na terça-feira, tendo hoje atingido o mínimo de sempre.

 

A tendência a dois anos dos juros da dívida portuguesa negociados no mercado secundário era também de queda ao bater um mínimo de sempre nos 0,008%, contra 0,015% na sessão anterior.

 

 A 09 de março passado, o Banco Central Europeu (BCE) arrancou com um programa sem precedentes de compra de dívidas soberanas e privadas, que vai permitir injetar 60.000 milhões de euros por mês, até, pelo menos, setembro de 2016, na economia da zona euro na esperança de a redinamizar.

 

Os efeitos do programa fizeram sentir-se por antecipação há várias semanas nas taxas de juro das dívidas soberanas, que evoluem em sentido inverso ao da procura e têm renovado mínimos diariamente. Algumas das taxas tornaram-se negativas nos prazos mais curtos, ou seja, os investidores estão dispostos a pagar para deter estes títulos considerados muito seguros.

 

A 17 de maio de 2014, Portugal abandonou oficialmente o resgate sem qualquer programa cautelar.

 

O programa de ajustamento solicitado por Portugal à 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor durante cerca de três anos.

 

Os juros da dívida soberana dos restantes países seguiam igualmente a descer na Irlanda e na Itália, mas subiam na Grécia no dia em que o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente russo, Vladimir Putin, negoceiam a flexibilização das importações de bens agrícolas do país helénico para a Rússia e que têm estado sob embargo.

 

Os juros da dívida de Espanha subiam a dois e dez anos, mas desciam a cinco anos em relação a terça-feira.

 

 

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 9:47:

 

2 anos... 5 anos... 10 anos

 

Portugal

 

08/04..... 0,008......0,773....1,601

 

07/04..... 0,015......0,808....1,631

 

Grécia

 

08/04..... n disp....15,621...11,662

 

07/04..... n disp....15,487...11,508

 

Irlanda

 

08/04......n disp.....0,212....0,720

 

07/04......n disp.....0,222....0,736

 

Itália

 

08/04......0,163......0,482....1,238

 

07/04......0,164......0,488....1,241

 

Espanha

 

08/04......0,028......0,475....1,180

 

07/04......0,025......0,477....1,179

 

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

 

 

Lusa

  • Militares da GNR saem hoje à rua em protesto

    País

    A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) e a Associação Nacional de Sargentos da Guarda (ANSG) realizam esta quarta-feira uma ação de protesto em Lisboa devido "à falta de resposta" do Governo às principais reivindicações.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Marcelo termina hoje visita de Estado ao Luxemburgo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, termina esta quarta-feira a visita de Estado de dois dias ao Luxemburgo com uma agenda dedicada a projetos em que estão envolvidos portugueses, além de um almoço com o primeiro-ministro luxemburguês.

  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.