sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a descer e a dois e cinco anos para mínimos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair em todos os prazos e a dois e cinco anos para mínimos de sempre em relação a sexta-feira.                    

SIC

Hoje, cerca das 08:35 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a descer para 1,607%, contra 1,611% na sexta-feira. O atual mínimo de sempre é 1,560% e foi registado a 13 de março.                       

Os juros a cinco anos também estavam a cair, mas para o mínimo de sempre de 0,745%, contra 0,749% na sexta-feira. 

No mesmo sentido, os juros a dois anos estavam a cair para 0,007%, um mínimo de sempre, contra 0,017% na sexta-feira. 

A 09 de março, o Banco Central Europeu (BCE) iniciou um programa sem precedentes de compra de dívidas soberanas e privadas, que vai permitir injetar 60 mil milhões de euros por mês, até, pelo menos, setembro de 2016, na economia da zona euro na esperança de a redinamizar.        

Os efeitos do programa fizeram sentir-se, por antecipação, nas taxas de juro das dívidas soberanas, que evoluem em sentido inverso ao da procura e têm renovado mínimos diariamente. Algumas das taxas tornaram-se negativas nos prazos mais curtos, ou seja, os investidores estão dispostos a pagar para deter estes títulos considerados muito seguros.   

A 17 de maio de 2014, Portugal abandonou oficialmente o resgate sem qualquer programa cautelar.

O programa de ajustamento solicitado por Portugal à 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor durante cerca de três anos.

Os juros da dívida soberana da Irlanda estavam a cair a cinco e dez anos, enquanto os de Itália estavam a subir a dois e cinco anos e a cair a dez anos e os de Espanha estavam a subir a dois e a cair a cinco e dez anos.   

Em relação aos juros da Grécia, estes estavam a descer a cinco anos e a subir a dez anos para valores em torno dos 15,1% e de 11,2%, respetivamente.



Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:35:

      

           2 anos... 5 anos... 10 anos 

 

Portugal 



13/04..... 0,007......0,745....1,607

10/04..... 0,017......0,749....1,611



Grécia 



13/04..... n disp....15,175...11,249

10/04..... n disp....15,430...11,242



Irlanda



13/04......n disp.....0,189....0,701

10/04......n disp.....0,190....0,706



Itália



13/04......0,159......0,517....1,261

10/04......0,156......0,515....1,266

 

Espanha



13/04......0,038......0,517....1,224

10/04......0,033......0,523....1,232



Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.