sicnot

Perfil

Economia

Preços sobem 0,3% em março

Os preços subiram 0,3% em março face ao período homólogo de 2014, depois de em fevereiro terem caído 0,2%, informa hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters

Em termos mensais, o Índice de Preços no Consumidor (IPC) subiu 1,9%, o que compara com os -0,1% em fevereiro e os 1,4% em março de 2014, enquanto a variação média dos últimos 12 meses se manteve negativa em 0,3%.

O indicador de inflação subjacente, medido pelo índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, registou em março uma subida homóloga de 0,6% (0,3% em fevereiro).

Segundo o INE, a inversão de tendência homóloga do IPC em março face a fevereiro "foi determinada em grande parte" pelo índice dos transportes, que passou de uma taxa de variação de -2,8% em fevereiro para -0,3% em março de 2015.

"De destacar" é ainda o aumento da taxa de variação homóloga da classe das comunicações, acrescenta.

Em março, o agregado relativo aos produtos energéticos registou uma variação menos negativa, de -3,5% (-5,6% em fevereiro), enquanto o índice relativo aos produtos alimentares não transformados apresentou uma variação homóloga de 0,5% (-0,1% no mês anterior).

Entre as classes com contribuições positivas para a subida homóloga dos preços o INE destaca a dos restaurantes e hotéis, com um crescimento homólogo de 2,0% em março (0,2 pontos percentuais superior à do mês anterior), e das comunicações, com uma variação homóloga de 3,6% (2,8% no mês anterior).

Já a classe com maior contribuição negativa para a variação homóloga do IPC foi a do vestuário e calçado, com uma variação homóloga de -2,0% (-1,8% em fevereiro).

Segundo o INE, face ao mês anterior destaca-se o aumento da contribuição da classe dos transportes para a subida homóloga do IPC, enquanto as restantes classes não registaram "alterações significativas".

Em termos mensais, a subida de 1,9% dos preços em março compara com o recuo de 0,1% no mês anterior e com o aumento de 1,4% em março de 2014.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou em março uma subida homóloga de 0,4% (-0,1% no mês anterior).

De acordo com a informação disponível relativa a fevereiro, esta variação homóloga do IHPC português foi superior em 0,2 pontos percentuais à taxa estimada pelo Eurostat para os países do euro, um valor igual ao do mês anterior, sendo que, tendo como referência a estimativa do gabinete de estatísticas europeu, a diferença terá aumentado para 0,5 pontos percentuais em março.

Quanto à taxa de variação mensal do IHPC, foi de 1,9% em março, uma taxa superior em 0,5 pontos percentuais à do mesmo mês de 2014, apontando a estimativa do Eurostat para uma taxa de variação mensal do IHPC da área do Euro de 1,1% (0,9% em março de 2014).

Já a taxa de variação média dos últimos 12 meses do IHPC português foi de -0,1% (superior em 0,1 pontos percentuais à registada no mês anterior).

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC