sicnot

Perfil

Economia

Preços sobem 0,3% em março

Os preços subiram 0,3% em março face ao período homólogo de 2014, depois de em fevereiro terem caído 0,2%, informa hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters

Em termos mensais, o Índice de Preços no Consumidor (IPC) subiu 1,9%, o que compara com os -0,1% em fevereiro e os 1,4% em março de 2014, enquanto a variação média dos últimos 12 meses se manteve negativa em 0,3%.

O indicador de inflação subjacente, medido pelo índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, registou em março uma subida homóloga de 0,6% (0,3% em fevereiro).

Segundo o INE, a inversão de tendência homóloga do IPC em março face a fevereiro "foi determinada em grande parte" pelo índice dos transportes, que passou de uma taxa de variação de -2,8% em fevereiro para -0,3% em março de 2015.

"De destacar" é ainda o aumento da taxa de variação homóloga da classe das comunicações, acrescenta.

Em março, o agregado relativo aos produtos energéticos registou uma variação menos negativa, de -3,5% (-5,6% em fevereiro), enquanto o índice relativo aos produtos alimentares não transformados apresentou uma variação homóloga de 0,5% (-0,1% no mês anterior).

Entre as classes com contribuições positivas para a subida homóloga dos preços o INE destaca a dos restaurantes e hotéis, com um crescimento homólogo de 2,0% em março (0,2 pontos percentuais superior à do mês anterior), e das comunicações, com uma variação homóloga de 3,6% (2,8% no mês anterior).

Já a classe com maior contribuição negativa para a variação homóloga do IPC foi a do vestuário e calçado, com uma variação homóloga de -2,0% (-1,8% em fevereiro).

Segundo o INE, face ao mês anterior destaca-se o aumento da contribuição da classe dos transportes para a subida homóloga do IPC, enquanto as restantes classes não registaram "alterações significativas".

Em termos mensais, a subida de 1,9% dos preços em março compara com o recuo de 0,1% no mês anterior e com o aumento de 1,4% em março de 2014.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou em março uma subida homóloga de 0,4% (-0,1% no mês anterior).

De acordo com a informação disponível relativa a fevereiro, esta variação homóloga do IHPC português foi superior em 0,2 pontos percentuais à taxa estimada pelo Eurostat para os países do euro, um valor igual ao do mês anterior, sendo que, tendo como referência a estimativa do gabinete de estatísticas europeu, a diferença terá aumentado para 0,5 pontos percentuais em março.

Quanto à taxa de variação mensal do IHPC, foi de 1,9% em março, uma taxa superior em 0,5 pontos percentuais à do mesmo mês de 2014, apontando a estimativa do Eurostat para uma taxa de variação mensal do IHPC da área do Euro de 1,1% (0,9% em março de 2014).

Já a taxa de variação média dos últimos 12 meses do IHPC português foi de -0,1% (superior em 0,1 pontos percentuais à registada no mês anterior).

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.