sicnot

Perfil

Economia

Atividade económica mantém recuperação e consumo privado estabiliza em março

O indicador de atividade económica manteve em março a recuperação desde final de 2014, enquanto o indicador do consumo interrompeu a subida e estabilizou, informa hoje o Banco de Portugal (BdP).

(SIC/ Arquivo)

Segundo o BdP, o indicador coincidente mensal para a evolução homóloga da atividade económica subiu 0,6% em março, prosseguindo "a trajetória de melhoria observada desde o final do ano passado".

Numa análise do acumulado do trimestre terminado em março, o indicador de atividade económica registou uma taxa média de variação de 0,1%, contra -0,3% no trimestre terminado em fevereiro.

Relativamente ao indicador coincidente mensal para a evolução homóloga do consumo privado, apresentou em março uma estabilização face ao mês anterior, interrompendo o movimento descendente registado desde meados de 2014: variou 1,5%, tal como em fevereiro.

No acumulado até março, este indicador apresentou uma taxa média de variação de 1,5%, que compara com os 1,6% do trimestre terminado em fevereiro.

 Os indicadores coincidentes são indicadores compósitos que procuram captar a evolução subjacente da variação homóloga do respetivo agregado macroeconómico, apresentando assim "um perfil mais alisado" e não se destinando a refletir em cada momento do tempo a evolução da taxa de variação homóloga do respetivo agregado de Contas Nacionais.


Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.