sicnot

Perfil

Economia

Governo deverá aprovar amanhã grandes linhas do novo Programa de Estabilidade

As grandes linhas do novo Programa de Estabilidade deverão ser aprovadas esta quinta-feira em Conselho de Ministros. A SIC sabe que o calendário definido pelo Governo passa pela divulgação, já esta semana, das linhas principais da estratégia orçamental e económica de médio prazo, incluindo a reforma da TSU. Os pormenores serão definidos nos dias seguintes, fim de semana incluído.

Luís Marques Guedes, ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares

Luís Marques Guedes, ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares

(SIC/ Arquivo)

O objetivo é ter o Programa de Estabilidade das finanças públicas e o Plano Nacional de Reformas económicas prontos a tempo de serem debatidos na próxima quarta-feira, dia 22 de abril, na Assembleia da República.

 

Recorde-se que estes documentos são de apresentação obrigatória em Bruxelas até ao final de abril, seis meses antes da apresentação do Orçamento do Estado do ano seguinte.

 

 


  • Governo quer manter alívio fiscal em 2016
    2:00

    Economia

    No final de abril, o Governo terá de entregar em Bruxelas o programa de estabilidade e crescimento com as linhas mestras da política orçamental para os próximos quatro anos. Ao que a SIC apurou, o executivo quer manter o alívio fiscal em 2016 com mais uma descida no IRC e o reforço das deduções no IRS. O Governo acredita que será possível baixar o défice sem mais medidas de austeridade, graças ao crescimento da economia.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15